Biohacking: Conheça Os 3 Melhores Hacks Para Sua Dieta

biohacking-conheca-os-3-melhores-hacks-para-sua-dietaHoje o post aqui no Senhor Tanquinho será um pouco diferente.

Eu sou a Daniela Amadeu, posto na página Memes Lowcarb como #AC e vim aqui dar algumas dicas de pequenos hacks que podem ser utilizados para melhorar a sua alimentação e seu emagrecimento.

Antes de mais nada, é importante explicar o que são hacks.

De modo simplificado, hacks são técnicas ou métodos para auxiliar a resolver situações específicas de forma inteligente e não-óbvia.

Quando essas situações se referem à saúde e à biologia humanas, temos o chamado biohacking.

Neste artigo, vou listar 3 dos meus hacks favoritos, e que podem te auxiliar muito se você segue uma dieta do tipo paleo / low-carb.

Hack#1 – Como Comer Menos Com O Café Turbinado

café e seus benefícios para saúde

O agora conhecidíssimo café com óleo de coco e manteiga pode ser um grande aliado no emagrecimento.

Um dos motivos para isso é o fato de esse café “turbinado” fornecer bastante saciedade – o que faz com que, na prática, você consiga comer menos (sem passar fome).

Outro motivo é o fato de que o café, aliado à manteiga e ao óleo de coco – que é rico em triglicerídeos de cadeia média – proporciona um aumento de energia física e disposição.

Unindo esses dois motivos, é possível perceber como a ingestão de café turbinado consegue auxiliar você a consumir as reservas de gordura do seu próprio corpo.

Entretanto, é necessário fazer um alerta.

O de que o café turbinado ajuda muito se você o consumir em pouca quantidade.

Pois, se ele for consumido em grande quantidade, as calorias da gordura do café (vindas da manteiga e do óleo de coco) é que serão usadas como fonte de energia – e assim você não irá queimar a gordura presente no seu corpo.

Além desse benefício, o café turbinado também pode ajudar algumas pessoas a obter mais bem-estar e mais clareza mental – e isso pode gerar um melhor estado emocional.

Hack #2 – Como Fazer Os Desejos Por Doces Desaparecerem

slow carb, dieta, emagrecer, saúde, low carb, tim ferriss, nutrição, cardápio

O desejo por doces é um grande complicador das dietas low-carb.

Isso porque, quando você tira um dia para beliscar um docinho, muitas vezes parece impossível se controlar – gerando um verdadeiro abismo, geralmente acompanhado depois de tristeza e culpa (motivo pelo qual muitas pessoas preferem evitar o dia do lixo).

E é fato que a única forma de fazer os desejos por doces irem embora é não os comendo.

Relacionado: 3 Dicas Para Lidar Com A Vontade De Doces Na Low-Carb

Mas como conseguir conviver com eles sem desejá-los?

Ou mesmo: como consumi-los com moderação?

Eu irei abordar três estratégias diferentes aqui, e você pode utilizar a que se encaixa melhor no seu perfil.

Método #1 para fazer os desejos por doces desaparecerem – Seguir a Dieta Cetogênica

Cetogênica: a dieta cetogênica sem dúvida é uma das mais eficazes em cessar os desejos intensos por doces (também chamados de “cravings”).

Uma vez que seu corpo está produzindo corpos cetônicos para utilizar como fonte de energia, o carboidrato se torna praticamente desnecessário – num mecanismo do corpo chamado de cetose.

Desse modo, uma alimentação abaixo de 50 g de carboidratos/dia pode ser a estratégia ideal para você conseguir viver num mundo rodeado de carbos e não sofrer por causa disso.

Método #2 para fazer os desejos por doces desaparecerem – Praticar Jejum Intermitente

Jejum intermitente: o jejum é a forma mais rápida – porém não necessariamente a mais eficiente – de se livrar dos desejos.

Uma vez que o corpo entende que você irá passar um determinado período de tempo sem comer, os desejos desaparecem.

O grande problema é que, quando você cessa o jejum e volta a comer, os alimentos que você utilizar para quebrar o jejum poderão ser determinantes para seus desejos voltarem ou não.

Método #3 para fazer os desejos por doces desaparecerem – Ficar sem doces por 3 semanas

Ficar sem comer doces por 3 semanas é a técnica mais “sofrida”, porém a mais eficiente a longo prazo.

E ela consiste justamente em ficar 3 semanas sem comer absolutamente nada que seja doce.

Nem frutinhas vermelhas (as chamadas berries), nem receitinhas low-carb que tenham sabor doce e tampouco café adoçado, nada disso.

Porque o objetivo dessas 3 semanas sem comer doces é desacostumar o paladar com o sabor doce – além de também mudar o hábito que muitas vezes temos.

Isso porque, muitas vezes, comemos algo doce sempre num mesmo horário – o que constitui um hábito.

Nesse esquema das 3 semanas, esse hábito vai perder sua intensidade.

Então, quando você voltar a comer doces, você conseguirá comê-los com mais controle.

Mas também o que você irá comer após essas 3 semanas irá determinar o seu sucesso ou o seu fracasso na mudança de hábitos.

Por isso, opte sempre por doces low-carb, com ingredientes aprovados pela dieta paleo.

Dica adicional para fazer os desejos por doces desaparecerem – descobrir o que te desperta os desejos por doces

dieta cetogênica: variações, lista de alimentos permitidos e proibidos e cardápio para dieta do cetônico

Para descobrir o que te desperta os desejos por doces, é válido manter sempre uma relação de alimentos que você come e o que esses alimentos te despertam.

Afinal, muitas vezes o vilão da sua alimentação é o alimento que parecia ser o mais inocente.

Há quem sinta muitos cravings após comer determinadas frutas.

Eu já percebi isso acontecer comigo, quando como manga, mamão e banana.

Outros alimentos comuns que causam muitos cravings são os queijos e o amendoim.

E esse relato é bastante comum – tanto que o próprio Mark Sisson já confirmou que amendoim é algo que ele dificilmente consegue controlar, quando come.

Então, quando você perceber uma vontade de comer atípica, vasculhe o que você comeu horas antes, e investigue inclusive os alimentos que parecem inocentes.

Dessa forma, manter um diário, melhorar sua a dieta e conhecer suas emoções podem ser 3 fatores muito importantes.

Porque muitas vezes comemos sem nem perceber o motivo.

Assim, um diário que contém informações tanto sobre seu humor quanto sobre sua alimentação pode te fazer perceber o que você come em determinados estados emocionais.

E isso eu posso falar por mim: o cansaço físico me faz querer comer carboidratos – o que, por vezes, me dá vontade de comer uma fruta…

Mas, outras vezes, bate uma vontade horrível de comer as “carbodrogas” mesmo.

E eu só consegui perceber a relação entre cansaço e a vontade por carboidratos quando eu decidi manter um diário sobre meus sentimentos e minha alimentação.

Você pode usar um caderno e anotar o que você sente, por exemplo.

E você também pode optar por ferramentas online e aplicativos que gerem um gráfico sobre o seu humor.

Eu, particularmente, gosto muito do moodscope (em inglês).

Ele funciona com base no panas, que é um método de avaliar as emoções negativas e positivas.

Baseado na proporção entre emoções positivas e negativas, o método panas atribui um número na escala 0 a 100%.

Nessa escala, o valor 0 representa muito deprimido (negativo) e o 100% representa um excelente estado de humor (positivo).

O moodscope registra esses valores em forma gráfica, e te permite ver a flutuação do seu humor ao longo dos dias, semanas e meses.

Assim, você pode obter um excelente autoconhecimento, sendo uma forma de saber quais eventos impactaram na sua alimentação, ou quais sentimentos esses eventos geraram, que impactaram na sua alimentação – positiva ou negativamente.

Além disso, o moodscope tem um espaço que você pode fazer as anotações mais importantes sobre o seu dia.

Por isso, recomendo novamente que o experimente.

Hack #3 – Como Dormir Bem Pode Ser O Melhor E Mais Eficiente Hack Para A Sua Alimentação

dormir bem benefícios do sono (3)

 

Dormir, pra muita gente, é deitar e fechar os olhos. No entanto, uma boa noite de sono envolve muito mais do que isso.

Dormir é permitir que seu corpo perceba o sono, e principalmente, perceba que está na hora de dormir. Dentro do tópico dormir, há vários subtópicos.

Vou abordar alguns que mostram como dormir bem pode beneficiar seu emagrecimento e sua alimentação.

Siga a regra 10h, 3h e 1h e tenha uma excelente noite de sono.

O livro Becoming Limitless dá uma dica sobre como dormir melhor à noite. E a regra é:

Seu último café será 10h antes de você ir dormir.

Ou seja, se você pretende ir dormir às 22h, seu último café será ao meio-dia. A ideia é que a cafeína não atrapalhe o corpo de perceber o cansaço e o sono.

Sua última refeição será feita 3h antes de você ir dormir.

Dormir de estômago cheio não é bom e atrapalha demais a qualidade do sono.

Seu último acesso digital será 1h antes de você ir dormir.

Você irá se desconectar dos seus dispositivos eletrônicos (celular, tablet, laptop, etc) 1h antes de ir dormir.

Isso porque a chegada do sono precisa ser percebida pelo seu corpo, e dispositivos, luz azul, redes sociais, chats e afins mantêm a mente muito agitada, tornando difícil perceber que se está com sono.

E, nesse tópico, muito cuidado com a leitura.

Afinal, muita gente tem o hábito de ler antes de dormir.

E, apesar de esse ser um excelente hábito, o que se lê antes de dormir pode atrapalhar o sono.

Isso porque a leitura mexe diretamente com a imaginação, e às vezes o livro é tão empolgante que a gente até esquece que está na hora de ir dormir.

Evite luz azul a partir das 18h

No mundo em que vivemos isso parece um pouco utópico, mas sempre é possível fazer algumas adaptações e evitar ao máximo a luz azul.

A grande maioria dos dispositivos eletrônicos tem softwares que reduzem a luz azul da sua tela, e muitos deles ajustam automaticamente a intensidade da luz baseado no seu fuso horário.

Um software muito utilizado para essa finalidade é o f.lux – que pode ser utilizado tanto no computador como no celular. É um aplicativo que vale a pena baixar!

(Outros aplicativos de celular úteis para seu emagrecimento podem ser encontrados neste artigo aqui.)

Uma outra alternativa aos softwares é utilizar óculos com lente laranja.

Afinal, se você não pode reduzir a luz azul do ambiente, você pode bloqueá-la por meio de lentes laranjas.

Esses óculos estão disponíveis na internet para serem vendidos, e são óculos sem grau.

A lente é laranja, e desse modo a luz azul não é absorvida pelos olhos.

Nesse aspecto é válida mais uma palavrinha a respeito dos óculos com lente laranja e dos aplicativos.

A de que ainda não há uma evidência conclusiva de que eles tragam algum benefício.

Isso porque o que as pesquisas dizem é que “mais pesquisa precisa ser feita, até que se obtenha uma conclusão definitiva”.

Entretanto, apesar de os óculos e aplicativos não serem comprovadamente eficazes no bloqueio de luz azul, a luz azul comprovadamente faz mal ao sono.

Com tudo isso, talvez você esteja se perguntando “para que eu vou usar óculos com lente laranja mesmo? Isso emagrece?”.

É importante ressaltar que o objetivo dessas medidas é obter uma melhor noite de sono.

E, dado que e noites bem dormidas impactam no humor ao longo do dia, dormir bem por várias noites reflete numa mudança de humor a curto e também a longo prazo.

E muitas vezes nos alimentamos mal por questões emocionais.

Ou seja, uma possível solução é dificultar as oscilações de humor – e uma ótima estratégia para isso é, simplesmente, dormir bem.

O sono é também fundamental para ajustar os níveis de leptina (hormônio da saciedade) no corpo.

Privar-se de dormir ou dormir poucas horas por dia implica na redução da leptina e, com pouca leptina disponível, a pessoa costuma sentir mais fome e menos saciedade.

E aí, dormir bem te pareceu uma boa ideia agora? ;)

Minha Experiência

12 dicas (8) RESIZE

Muitas dessas técnicas eu já utilizei e consegui descobrir uma infinidade de coisas a respeito da minha relação com a comida.

Dormir bem é sem sombra de dúvidas a melhor técnica que eu posso utilizar para me alimentar corretamente.

Uma noite mal dormida, e pronto, eu enfio o pé na jaca!

Eu procuro evitar alguns alimentos que sei que me despertam os cravings também, e isso só foi possível anotando o que eu comia e sentia em seguida.

Me abster de doces foi uma das melhores experiências pois, ao voltar a comê-los, ficou mais fácil reduzir ou mesmo cessar o uso de adoçantes – já que o sabor natural de certos alimentos se torna extremamente adocicado (cenoura, beterraba, batata doce, chocolate 85%, e até o creme de leite parece adocicado).

Anotar as emoções é outra técnica que tem me feito muito bem, só assim eu consegui descobrir que eu como muitas vezes porque estou ansiosa.

Então, minha conclusão foi: Identificar o que gera a ansiedade é uma forma de prevenir a compulsão.

E o hack mais eficiente das dietas é aquele que te faz prevenir os deslizes.

Relacionado: Para mais dicas de como iniciar e triunfar em dieta low-carb acesse: Como Iniciar E Triunfar Em Uma Dieta Low-Carb

Referências

[1] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20030543

[2] http://www.nhs.uk/news/2015/11November/Pages/Study-calls-for-smartphones-and-tablets-to-have-bedtime-mode.aspx

[3] https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC535701/

Comentários do Senhor Tanquinho

Esperamos que você tenha gostado do texto da Daniela tanto quanto nós gostamos.

Na nossa opinião, foi um complemento muito oportuno aos assuntos que mais tratamos aqui no Senhor Tanquinho.

Nossos agradecimentos sinceros à Dani pelo ótimo trabalho!

Tendo dito isso, queremos ressaltar três aspectos interessantes que podem ser observados no artigo acima.

O primeiro deles diz respeito a quão grande é a influência emocional na alimentação – e, obviamente, em todas as decisões que tomamos.

Este aspecto, que muitas vezes é ignorado, é muito importante para o sucesso de qualquer dieta.

Isso porque as ações que você toma é que vão determinar o sucesso ou fracasso da sua aderência ao novo estilo alimentar.

Por isso, algo que influencia de maneira tão direta essas ações jamais deveria ser deixado de lado.

O segundo aspecto que queremos apontar é o de que os hacks não dizem respeito apenas à alimentação – por exemplo, o próprio sono é um elemento crucial que pode ser hackeado.

E isso relembra que nossa saúde não deveria ser vista apenas de uma maneira.

(Embora muita gente se esqueça disso e foque excessivamente no aspecto estético.)

Pois fatores como disposição, clareza mental, equilíbrio emocional, dentre outros, ajudam a compor um todo integrado que é a nossa saúde.

E o terceiro é o que consideramos pessoalmente o lado mais bacana do biohacking.

Que é o fato de você experimentar com você mesmo, de modo a descobrir o que funciona para você.

Isso porque as táticas e métodos propostos podem ser úteis para muitas pessoas – mas, para ter certeza de que serão adições interessantes para você, é necessário testar.

E, nesse contexto, é muito importante ter consistência para medir e registrar as adições (ou subtrações) que você faz na sua dieta, e mesmo os efeitos sobre seu corpo (falamos da importância de acompanhar seus resultados neste texto sobre medidas corporais, e mostramos o caso de sucesso de Phil Libin aqui).

Nós gostamos muito de experimentar com nossa alimentação, suplementação, e muito mais.

E você, faz experimentos? Testa hacks?

Vamos continuar a conversa nos comentários!

  • Olá Eduardo! Nós também usamos esses programas e sentimos um ótimo resultado. Esperamos que com você ocorra o mesmo

  • Carina Prates

    Sensacional este artigo!!
    Vocês são ótimos…

  • Ola Ana Maria, tudo bom? O café turbinado é uma receita que envolve misturar uma xícara de café, uma colher de sopa de oleo de coco e uma colhar de sopa de manteiga. Fica uma delicia, muito cremoso, e zero carb!

  • Ola Ana! Voce pode encontrar deliciosas sobremesas low carb aqui: senhortanquinho.com/receitas

    Pode ser que emagrecendo você consiga alguma definição sim, ate porque os musculos ficarão mais a mostra. Mas com certeza exercícios físicos ajudariam bastante neste processo

  • Ola Sonia! Realmente a dica de escovar os dentes é muito efetiva. Alem disso acho que voce pode gostar bastante tambem das nossas receitas de sobremesas low carb, acesse: senhortanquinho.com/receitas

  • Andréa Castro

    Excelente texto! Já seguia as regrinhas, mas o texto aperfeiçoa aquilo que sabemos.
    Muito bom mesmo!

  • Ola Andréa!

    Obrigado pela participação, sempre bom conhecer melhor nossos leitores :)