4 Vantagens Que Você Está Perdendo ao Não Levar Marmita – Como Colocar o Emagrecimento Em Suas Mãos

as vantagens de levar marmita para o trabalho

Hora do almoço na empresa, e para cada um é diferente: alguns almoçam sempre no mesmo lugar, outros preferem variar; alguns juntam a turma toda, outros vão em pequenos grupos; e ainda há alguns que se resignam a comer um sanduíche ou lanche rápido em suas próprias mesas.

Porém, uma coisa é certa: essa refeição no trabalho certamente não é ótima para a sua dieta.

Vamos então, neste texto, enumerar as principais razões que apontam por que levar marmita pode ser uma grande vantagem, e um grande aliado, para sua dieta.

1) Não Ter De Se Preocupar Com O Cardápio

as vantagens de levar marmita para o trabalho

Levando marmita, você jamais terá de se preocupar com o cardápio do dia – porque será você quem irá escolher! Se está numa dieta low-carb, por exemplo, esqueça a preocupação de que “quinta-feira é dia de macarrão” ou qualquer coisa assim: você poderá escolher, dia após dia, quais alimentos farão parte da sua refeição.

E, assim, sua fidelidade e adesão à dieta só tendem a aumentar.

2) Controle Completo Sobre Sua Dieta

emagrecer,planilha,saúde,dieta,emagrecimento,perder peso,tabela

Se em algum dia da semana você muda o cardápio (como, por exemplo, na Nova Dieta Dukan) a opção de levar marmita também ajuda a te tirar da mesmice.

Além do mais, se é você que prepara a comida, você poderá saber exatamente quais alimentos estarão presentes na composição de sua refeição – o que pode ser útil para controlar alergias, intolerâncias ou mesmo a composição de macronutrientes (essencial, por exemplo, para quem segue dietas como a Atkins).

3) É Mais Barato

comer de 3 em 3 horas, emagrecer, dieta, saúde, comer de tres em tres horas mito, comer 3 em 3 horas mito ou verdade, metabolismo, mito, verdade, mentira, comer de tres em tres horas emagrece

Este motivo é o favorito de muitos! E nem precisa de muita explicação: afinal, o que há para não se gostar em se consumir uma refeição mais saudável e ainda por cima mais econômica?

A marmita é prova de que o mito de que é caro se alimentar com saúde é exatamente isso: um mito.

“Mas Senhor Tanquinho, não dá no mesmo, se pensarmos no vale refeição?”

Bom, se você recebe uma verba para almoçar e não a está gastando durante a semana, você pode utilizá-lo para aquela cervejinha no final de semana ou mesmo para se esbaldar num bom restaurante em suas refeições de gala ou em seu dia do lixo. De todo modo, a economia de dinheiro permanecerá.

4) É Mais Rápido

as vantagens de levar marmita para o trabalho (2)

Ao levar marmita, você não gastará seus preciosos minutos de almoço tendo de se preocupar com o cardápio (pois ele terá sido escolhido de antemão), nem com filas ou com deslocamentos até o local onde faz suas refeições.

O Senhor Tanquinho sugere que você aproveite esse tempo para mastigar melhor seus alimentos e curtir sua refeição, ou mesmo para fazer uma breve caminhada após o almoço – um hábito relatado por muitos como “revigorante”.

“Mas Senhor Tanquinho, o almoço é uma refeição social! Não quero levar marmita e ficar isolado no canto!”

Calma, leitor. Vamos avaliar alguns cenários comuns e ver como você pode ficar em forma e comer os melhores alimentos para você, ao mesmo tempo em que não vira um tipo de ermitão dos dias atuais.

Cenário 1 – Você almoça sozinho em sua mesa:

Nesse cenário, levar marmita ou comer porcarias dá no mesmo em termos de sociabilidade. Na verdade, a mudança para a marmita até permite um aumento da sociabilidade, porque muitos colegas podem querer saber sobre essa visível alteração em seus hábitos – e a relação desta com os seus resultados.

Cenário 2 – Você costuma almoçar no refeitório da empresa:

A maior parte das empresas permite que o funcionário leve sua refeição de casa, se assim o desejar. Nesse caso, você continua almoçando com seus amigos, mas agora fazendo escolhas mais saudáveis, e quiçá até mais saborosas.

Cenário 3 – Vocês costumam almoçar em grupo em restaurantes:

marmita ou restaurante? emagreça com marmita low carb

Esse é o cenário mais complicado. Todavia, sempre é possível conversar em grupo e negociar uma saída para essa situação.

O que tem mais chance de funcionar é o apoio do grupo para o novo adepto da marmita: uma das ideias é a de que o grupo (quanto mais gente, até umas 10 pessoas, melhor) chame o gerente do estabelecimento para uma conversa franca – explicando a situação, e que o grupo (os demais nove elementos, por exemplo) continuarão almoçando lá, desde que seu amigo possa levar a famigerada marmita.

É uma solução ótima para todos: é ótimo para você, que come a marmita em companhia do grupo; é ótima para este, que fica feliz por estar em sua companhia e em seu restaurante de predileção, e é ótimo para o restaurante (que não perde 10 clientes em uma tacada só por conta de uma mera intransigência).

Falando em negociações, é importante notar que, quanto mais pessoas levarem marmita para o trabalho, melhores condições podem ser adquiridas, por serem vontade comum: uma geladeira para a copa, um microondas ou mesmo uma marmiteira podem ser facilmente obtidas desde que a equipe se disponha a conversar com os gestores.

Nesse ponto, é importante frisar que querer ser saudável e buscar uma melhoria em sua vida são decisões que envolvem, necessariamente, conversar com as pessoas e buscar concessões e meios-termos.

Afinal, se você fosse seguir apenas o status quo, sua vida se resumiria a ficar sentado o dia inteiro, saindo do serviço comer um fast food cheio de açúcar e depois ficar zapeando a televisão. E aposto que, se você leu até aqui, não é isso que você quer para a sua vida.

E você, leva marmita? E mais importantemente: por quê? Deixe sua opinião nos comentários!

Marmita_crop

  • Lucas

    Estou em uma dieta 0 carbo (Dieta metabólica – feita pelo doutor Mauro Di Pasquali). Nesse caso, levar marmita torna-se essencial, visto que a tentação dos buffets e fast foods acaba muitas vezes desfocando, já que o cardápio numa dieta slow carb não se altera muito no decorrer dos dias. Outro fator preponderante para o uso da marmita, no meu caso, é a otimização do tempo, já que o único período que tenho livre pra treinar é no horário de almoço; então acabo treinando e usando o almoço como pós treino sólido, unindo o útil ao agradável e economizando o tempo de ir ao restaurante e fazer meu prato.