5 Truques Pessoais Que Usamos Para Sermos Mais Produtivos

As pessoas sempre nos perguntam sobre produtividade.

Afinal de contas, todo mundo quer saber “qual o segredo” para conseguir escrever artigos, publicar vídeos, podcasts, posts de Instagram, e ainda gerenciar tudo isso.

Sem morrer ou ficar louco no processo.

Por isso, escrevemos um texto sobre isso e publicamos no Medium (uma plataforma para compartilhar conteúdos).

No entanto, o texto original fez tanto sucesso que achamos que poderia ajudar você também — você que lê a gente toda segunda e quinta aqui no senhortanquinho.com.

Então, ele segue abaixo — com apenas leves modificações de estilo para caber mais bonitinho aqui no site.

Depois de ler, deixe seu comentário no final. Porque este assunto nos encanta muito, e adoramos aprender mais sobre ele com outras pessoas inteligentes e dedicadas (como os nossos leitores 😉).

5 Dicas De Saúde Para Ser Mais Produtivo

Se você nos acompanha há algum tempo, já deve ter ouvido nossa história — tem na página de “sobre” ou no Podcast em que contamos a história para você.

De toda forma, o resumo é o seguinte: nós dois começamos o site em 2014, movidos por uma verdadeira paixão por alimentação saudável, e por difundir as informações que tínhamos acabado de conhecer.

(Começamos com este post sobre a Dieta Slow Carb, que ajudou o Guilherme a eliminar 16kg sem passar fome.)

Na época, estudávamos engenharia na USP, e o Senhor Tanquinho era algo que fazíamos à noite ou aos finais de semana.

Ao longo desses últimos anos, o site foi crescendo, ajudando milhares de pessoas, e se tornou a nossa profissão.

Isto é: nesse período, conseguimos terminar a faculdade de engenharia, largar os empregos, e viver do nosso sonho: ajudar as pessoas a terem vidas melhores, mais saudáveis, e mais felizes.

Porém, a verdade é que “trabalhar de casa” (ou de qualquer lugar do mundo) nem sempre é a maravilha que muitas vezes é propagandeada.

Pois, ao longo desses mais de 4 anos, tivemos de aprender a focar, ter disciplina, e conseguir produzir e render bem — mesmo nos dias em que a vontade é ficar de pijama assistindo Netflix.

Casa de papel: sua produtividade está sendo atacada.

Então, neste texto vamos revelar cinco hábitos que nos ajudam a ser mais produtivos.

Sendo que, como não podia deixar de ser — afinal, somos os donos de um site de saú[email protected] — vamos focar principalmente em hábitos de saúde.

(E inclusive vamos explicar mais abaixo por que as dicas de saúde são tão importantes).

Sendo que esses 5 hábitos foram a chave para transformar nosso dia, e mesmo nossas manhãs: pois atualmente acordamos animados com as possibilidades e projetos que o dia trará.

Mas a verdade é que nem sempre foi assim.

E, se você é como eu, e já tentou trabalhar (ou estudar) em casa, talvez tenha encontrado dificuldades em lutar com a procrastinação.

Se esse é seu caso, leia atentamente até o final.

Porque pode ser que essas dicas sejam tão úteis para você como foram para nós.

No entanto, mesmo se você não trabalhar em casa, leia o texto.

Porque essas dicas podem ser úteis em diversos contextos — e a produtividade é um recurso que você consegue acessar em várias situações, depois que desenvolve os hábitos corretos.

Dito tudo isso, vamos às dicas.

Dica De Produtividade #1 — Dormir Bem

dormir bem benefícios do sono (3)

A base de todo esse sistema é ter bons hábitos — e um dos principais é dormir.

Isso porque você vai passar o seu dia com mais energia se você tiver uma boa noite de sono.

E tentar compensar a ausência de sono com estimulantes como o café dia após dia é uma péssima ideia se você busca ser produtivo pelo resto da vida.

(Não que eu tenha nada contra o café — eu adoro! Mas ele não pode ser uma muleta para mascarar os seus maus hábitos.)

Sendo assim, é importantíssimo que você ajuste a sua vida de modo a conseguir dormir bem.

Especialmente se você trabalha em casa, é importante você conseguir policiar os seus horários para conseguir ter uma boa noite de sono.

No nosso caso, descobrimos que isso envolve parar de trabalhar a partir de um certo horário.

Na prática, isso significa estipular um horário a partir do qual você vai desligar o seu computador (ou o que quer que você use para trabalhar), vai relaxar e depois tentar dormir.

Sendo que é importante ter um ritual (uma higiene pré-sono) para conseguir ter uma boa noite de sono.

Afinal, nenhuma boa noite de sono começa com você indo dormir às 06:00.

Nesse caso, uma boa prática pode ser parar de trabalhar cerca de duas a três horas antes de dormir.

Pela nossa experiência pessoal, uma ou duas horas é o mínimo necessário para você pôr o seu corpo em um modo mais apto a dormir.

Sendo que muitas pessoas também têm o sono prejudicado por comer um banquete logo antes da hora de dormir.

Então deixar algum tempo entre sua última refeição do dia ir para a cama pode ser uma bom hábito também.

Aliás, deixar janelas de tempo saudáveis entre as refeições é a nossa segunda dica.

Dica De Produtividade #2 — Praticar O Jejum Intermitente

O leão com fome é que é perigoso…

Antes de mais nada: o jejum intermitente é uma prática que só tende a fazer bem, sendo completamente adequada a adultos saudáveis.

Na prática, o jejum consiste em comer menos vezes por dia, com algum intervalo entre as refeições.

E como isso se relaciona com a sua produtividade?

Basta imaginar quanto tempo você conseguiria poupar — e quão prático seria o seu dia — se você só tivesse que parar uma ou duas vezes ao dia para comer.

Em vez ficar fazendo lanches a cada duas ou três horas como algumas pessoas fazem.

E fazer jejum intermitente pode até te ajudar a dormir um pouco mais por dia.

Por exemplo, você poderia dormir pelo menos uma meia horinha a mais se não tivesse que tomar café da manhã, nem preparar os seus lanchinhos e marmitas para o restante do dia.

Então você não só vai ter mais tempo dormindo, mas também vai ter menos interrupções para ficar comendo a cada duas ou três horas.

“Mas se eu não comer vou ficar sem energia” e outros mitos

Muitas pessoas têm medo de tentar o jejum intermitente.

Justamente por acreditarem que, sem comer, vão ficar sem foco e sem energia para conseguir trabalhar adequadamente.

E nós também tínhamos esse medo.

Porém, na experiência prática, verificamos que isso simplesmente não acontece.

Muito pelo contrário: observamos que temos maior clareza mental, foco e energia quando estamos em jejum.

E isso está alinhado com os relatos que recebemos todos os dias no site.

Pois muitas outras pessoas relatam conseguir uma maior clareza mental, um maior foco, e uma maior produtividade quando estão em uma janela de várias horas de jejum.

E por que isso acontece?

Porque, em oposição à crença popular, nosso metabolismo aumenta durante o jejum.

Isso acontece porque, durante o jejum, aumenta a nossa produção de catecolaminas como a adrenalina (fonte), e isso ajuda tanto a aumentar o metabolismo quanto a nos manter mais focados.

Sendo interessante pensar em nosso passado evolutivo: quando estávamos com fome é que íamos caçar ou coletar.

E os animais da floresta são realmente perigosos quando estão com fome — e não logo depois de se alimentarem.

Inclusive, muita gente relata ficar letárgica depois do almoço — o que se deve não só ao fato de se alimentar, mas também aos alimentos em questão ingeridos durante o almoço.

O que nos leva à dica #3.

Dica De Produtividade #3 — Seguir Uma Alimentação Inteligente

GIGO — garbage in, garbage out. Se seu input for lixo, não dá para esperar um output muito diferente.

A nossa terceira dica é a de seguir uma alimentação rica em comida de verdade, provavelmente low-carb, ou até mesmo cetogênica.

Sendo que é esse tipo de alimentação que permite a você fazer jejum sem sofrer — porque uma alimentação pobre em carboidratos refinados vai treinar o seu corpo a queimar gordura como combustível.

Desse modo, quando você não estiver comendo, o seu corpo ainda vai ter um monte de energia disponível.

Porque você tem estoques gordura corporal para serem queimados, e seu organismo estará apto a acessar esses estoques.

Além disso, evitar muitos carboidratos, principalmente os carboidratos de alto índice glicêmico e refinados, vai evitar que você tenha picos e quedas bruscas de açúcar no sangue.

Ou seja, seu o nível de energia vai ser manter mais constante ao longo do dia.

Além disso, esse tipo de dieta, para muitas pessoas, também está associada a maior clareza mental — assim como a prática do jejum intermitente.

E como organizar seu dia para utilizar toda essa energia de maneira inteligente?

Que bom que você perguntou.

Dica De Produtividade #4 — Trabalhar Em Ciclos

Tempo, tempo, tempo, tempo, vou te fazer um pedido.

Essa dica não é especificamente sobre saúde — mas você vai me agradecer quando começar a colher os resultados desta prática.

De maneira resumida, a prática de trabalhar em ciclos consiste em alternar momentos de trabalho com momentos de pausa (sem trabalho).

Como isso funciona?

Nos momentos de trabalho, nós não olhamos celular, não abrimos o Facebook, nós não fazemos mais nada além de trabalhar na tarefa que está na nossa mão naquele momento.

(Sem multitasking, por favor — isso pode ser perigoso.)

Já nos momentos de pausa, nós nos permitimos fazer as coisas que nós não fizemos durante o momento de trabalho.

A gente se permite olhar o celular, a gente se permite responder o WhatsApp, a gente também levanta, vai ao banheiro, pega água…

(E isso inclusive é bom para a sua saúde: você não quer ficar sentado sem levantar por horas a fio.)

Sendo assim, você separa claramente os momentos de trabalho dos momentos de relaxamento — “preto no branco”, por assim dizer.

Em vez de ficar preso numa “zona cinza” em que fica 5 minutos trabalhando, e 3 no Facebook, e checa os seus emails, e depois levanta para pegar um café,…

E aí tem que reler o que estava fazendo antes, e todo o ciclo recomeça.

Esse segundo cenário é o caminho do inferno, te levando direto ao encontro do Capeta da Procrastinação.

O capeta da procrastinação é muito menos charmoso que esse simpático felino.

Desse modo, é interessante trabalhar em ciclos.

Sendo que muitas pessoas se organizam com intervalos regulares de trabalho e de pausa — por exemplo, no clássico estilo Pomodoro o modo comum é o de 25 minutos de trabalho para 5 minutos de pausa.

E depois de repetir esse ciclo de 25 minutos de trabalho com 5 de pausa algumas vezes, dá-se uma pausa um pouco maior (algo como 15 a 20 minutos).

Esse é o resumo.

Porém, determinar a duração dos intervalos em si é algo bem pessoal — que vai depender das suas preferências, e mesmo do tipo de trabalho que você estiver desenvolvendo.

Nós gostamos muito do modelo de 50 minutos de trabalho com 10 de pausa, e depois 50 minutos de trabalho com 20 minutos de pausa.

Mas existem pessoas que fazem blocos de 2 a 3 horas por vez, e depois dão pelo menos 30 minutos de descanso.

O segredo é testar, para ver como funciona melhor para você.

Observação importante: provavelmente você não vai se dar bem com esse sistema nos primeiros dias em que estiver fazendo.

Afinal de contas, você fez algo diferente disso a sua vida toda!

Por isso, pode ser importante experimentar e insistir por algum tempo, até se acostumar com os ritmos estáveis desse estilo de trabalho em ciclos.

Tendo dito tudo isso, vamos a nossa última dica de produtividade.

Dica De Produtividade #5 — Praticar Exercícios Físicos

Você realmente acha que foi feito para ficar sentado o tempo todo?

Muita gente acha que ser produtivo se trata só do que você faz durante o trabalho: isto é, daquelas horas gastas (normalmente sentadas) na frente do computador.

Porém, a ciência deixa cada vez mais claro que se exercitar é importante para sua saúde física, seu humor, e sua cognição também — além de te dar mais energia no geral (por exemplo, aqui, aqui e aqui).

“Ah mas eu não gosto de exercícios.”

Tudo bem também — porque você pode fazê-los mesmo sem gostar.

Sim, eu sei que parece horrível — mas você precisa deles, e ponto final.

Então, vamos pular todos os esportes e coisas muito difíceis (eu também sou horrível neles) e focar nos 2 tipos de exercícios que dão o maior ROI (retorno sobre investimento) no seu tempo.

O primeiro são as caminhadas.

Exercício produtivo #1 — caminhadas

Conforme falamos neste texto:

“Caminhadas são democráticas, isto é: caminhar é uma atividade acessível, porque todo mundo pode ir para a rua e começar a andar.

Você não precisa ter acesso a equipamentos caros ou ir para algum local distante: a rua está aí, e começando bem na porta da sua casa.”

No caso, nós gostamos ou de fazer uma caminhada logo no começo do dia para nos colocar em um modo mais ativo, com melhor pensamento.

Ou então de uma caminhada no meio ou final da tarde, para fazer uma higienização mental, uma limpeza dos pensamentos, e nos deixar prontos para fazer mais uma rodada de trabalho — ou parar de trabalhar e fechar bem o dia.

Um outro uso das caminhadas pode ser interessante caso você trabalhe com alguém assim trabalhávamos juntos: reuniões.

Isso porque várias vezes nós tínhamos que debater algum assunto, então fazíamos reuniões caminhando.

Além de um melhor fluxo mental, você também consegue aproveitar esse momento para ter uma atividade mais dinâmica do que ficar sentado um olhando para a cara do outro. Tudo isso pode ajudar a colocar as ideias no lugar.

Mais uma ideia: você também pode aproveitar as caminhadas para ouvir os nossos podcasts.

Porque nós temos vários podcasts e entrevistas com especialistas que vão te entreter e te informar enquanto você caminha.

Enfim: as caminhadas são incríveis, acessíveis, e grátis.

Mas é impossível falar de exercícios com maior ROI do que treinos de força.

Exercício produtivo #2 — treinos de força

O Roney inclusive escreveu um artigo sobre a importância de treinar força — recomendamos que você leia.

O exercício de força, especialmente, é associado a vários benefícios de cognição, ou seja, de processamento cerebral — então você vai se tornar mais produtivo por isso.

Além de que você provavelmente vai viver mais e melhor se treinar força.

Existem vários benefícios associados a essa prática, e eu acredito que você deveria ler o texto se quiser mais detalhes sobre eles.

No momento, basta dizer que é algo que traz muitos resultados para seu corpo e sua vida — mesmo se você só tiver um par de horas por semana para se dedicar a isso.

Produtividade — Amarrando Tudo

Você talvez tenha percebido que todos esses hábitos que nós falamos conversam bastante entre si.

Por exemplo: se você seguir uma alimentação baixa em carboidratos e rica em nutrientes, isso pode te ajudar a fazer o jejum.

Sendo que esses dois hábitos (independentemente ou em conjunto) vão te ajudar a ter uma melhor saúde, uma melhor regulação hormonal e, consequentemente, podem te levar a ter melhores noites de sono.

A melhor qualidade do sono, por sua vez, também vai te ajudar a ter mais saúde no geral, e mais facilidade para emagrecer e ganhar massa muscular.

(Até porque já existem estudos mostrando que uma noite mal dormida piora a sensibilidade à insulina, e também te deixa com mais vontade de comer porcarias.)

E somando tudo isso (dormir bem e treinar bem), você terá mais energia para trabalhar, e também para render mais nos treinos e exercícios que for praticar.

Além de ter mais tempo para essas atividades: porque você conseguirá fazer mais coisas em menos tempo, se seguir o hábito de trabalhar em ciclos.

Por fim, esse conjunto de mudanças te ajuda a encerrar o seu trabalho em um horário predeterminado (provavelmente mais cedo do que antes), e assim você consegue dormir melhor também.

Ou seja: implementar esses 5 hábitos faz parte de um ciclo virtuoso, no qual cada um dos hábitos fortalece a construção e execução dos outros.

Desse modo, os nossos 5 hábitos de produtividade não são exatamente “segredos” a que ninguém mais tem acesso.

Mas sim práticas que exigem um pouco de disciplina para serem colocadas no lugar.

E que, depois disso, se tornam hábitos — e os hábitos já não exigem mais energia ou disciplina para serem seguidos.

(Se você ficou intrigado com relação a esse conceito, sugiro que leia o livro O Poder Do Hábito. Ele explica melhor como isso funciona.)

Todos essas 5 dicas são elementos que fazem parte do nosso dia a dia, e que atualmente não dão trabalho nem atrapalham nossa rotina — elas simplesmente estão lá, e nos ajudam a fazer mais em menos tempo.

Produtividade — Perguntas comuns

O texto ia acabar agora — mas resolvi escrever esta seção por causa das perguntas que sempre recebo sobre produtividade quando passo alguma das dicas acima.

Mas qual app você usa para gerenciar tarefas, e to-do lists, e organizar pausas, e etc?

Resposta objetiva: eu anoto as tarefas do dia no Trello, e uso um timer simples (e grátis) chamado Clockwork Tomato para separar as pausas.

Resposta elaborada: infelizmente, a maior parte das pessoas que pergunta isso não deseja realmente saber qual app usar.

(Algumas sim — e ficam satisfeitas com a resposta objetiva acima.)

Em vez disso, elas esperam que exista algum aplicativo, sistema, ou pílula mágica — enfim, alguma solução que seja seja tão simples quanto baixar um app.

E que consiga resolver os principais problemas dessa pessoa: de não se concentrar no trabalho, não ter motivação, e ter vontade de procrastinar o tempo todo.

E isso — pelo menos de acordo com minha experiência — nunca vai dar certo.

Mas então… o que dá certo?

Focar nas bases.

Isto é: seguir os 5 hábitos acima. Cuide bem do seu corpo, e ele cuidará bem de você.

(Muita gente acha que produtividade ou trabalho é algo apenas mental… mas essas mesmas pessoas ficam surpresas em perceber o quanto uma boa noite de sono e uma nutrição adequada as fazem render mais e com menos sofrimento.)

Além dos 5 hábitos, pode ser muito importante você se perguntar: “por que estou com tanta repulsa a essa tarefa?”

Muitas vezes, pode ser algo muito grande, que parece impossível de ser feito.

(Nesse caso, quebre em partes menores, e foque em uma por vez.)

Ou pode ser que você esteja com medo de tentar… e fracassar.

(E isso é normal. Mas lembre-se de que ninguém que teve sucesso seguiu uma linha reta até o sucesso, sem fracassos. Eles fazem parte, então tente não levar para o lado pessoal.)

Ou então: pode ser que você não veja sentido no que está fazendo no momento.

Nesse caso, a solução é encontrar algo que você veja propósito em fazer.

Algo que deixará o mundo (ou pelo menos a vida de algumas pessoas — nem que seja só a sua e a da sua família) melhor depois de ser concluído.

Como diz Jordan Peterson no seu livro 12 Rules For Life: “Pursue what’s meaningful, not what’s expedient”.

Em português, ficou algo como “Busque o que é significativo, não o que é conveniente”.

(No caso, as dezenas de histórias de transformação que recebemos — nos motivam demais a perseverar mesmo nos piores momentos.)

Você toma café?

Sim! Eu gosto muito de café, e sinto que ele me ajuda a ser mais produtivo e criativo — especialmente para escrever.

(Considere este texto aqui uma parceria do Guilherme e do Roney com a máquina de espresso 😂.)

Sendo que eu gosto muito de considerar o café um aditivo excelente ao meu dia a dia e sistema de produtividade — mas jamais a base dele.

Ahh mas “não sei quem” faz tudo diferente do que vocês falaram e é super produtivo

Que legal!

Você vai descobrir que cada pessoa tem seus hábitos particulares — e que, por sermos diferentes um dos outros, o que funciona bem para fulano pode não funcionar tão bem para sicrano.

Por exemplo, no livro Daily Rituals, podemos acompanhar como diversos artistas ao longo da história trabalhavam — seus hábitos bons, seus horários, e suas particularidades individuais.

No entanto, você pode perceber um tema em comum em quase todos eles.

O fato de que trabalhavam por longos períodos seguidos sem interrupções (algo que se conecta bem à nossa dica #4 de trabalhar em ciclos) e também o de que costumavam fazer longas caminhadas (o nosso hábito #5).

Embora, lendo o livro, você vai perceber que alguns artistas tinham rotinas mais insanas do que outros — por exemplo Honoré de Balzac, autor de livros como A Pele de Onagro trabalhava muitas horas por dia, e dormia muito poucas por noite. (E ele morreu aos 50 anos.)

Porém, nem todos nós somos gênios literários (eu certamente não sou), e a maioria de nós quer conseguir produzir bem enquanto se sente bem.

Nesse contexto, os 5 hábitos que apresentei hoje vão te ajudar a conseguir ambas as coisas — e ainda ter mais saúde do que antes.

Com tudo isso, quero ouvir de você: o que você faz para ser mais produtivo?

Você pode deixar um comentário aqui embaixo contando seus hábitos, e também de qual das dicas você gostou mais.

Para que possamos juntos ser mais produtivos — buscando sempre produzir mais resultados para transformar o mundo em um lugar melhor.

Começando pela nossa própria vida.

Um forte abraço,
— Guilherme e Roney, do Senhor Tanquinho.