Lya: Sobre Como Emagreci Comendo Churrasco

thumbnailO post de hoje é o primeiro de uma nova modalidade que queremos começar a fazer aqui no Senhor Tanquinho.

Como você talvez saiba, ao longo dos últimos quase 3 anos, nos dedicamos intensamente a divulgar as melhores informações científicas sobre saúde e bem-estar que encontramos.

E, graças a essa dedicação, ficamos felizes em anunciar que ajudamos muitas pessoas a atingir seus objetivos, reconquistar sua saúde, e obter o corpo dos seus sonhos.

Além, é claro, de recuperar a autoestima.

Por conta disso, agora queremos começar a abrir este espaço aqui no blog para compartilhar algumas histórias de superação – com o intuito de que, dessa maneira, esses casos de sucesso possam inspirar e motivar as pessoas a lutarem pelo que realmente vale a pena.

Por isso, hoje começamos com o caso da Lya Santos.

A Lya já havia tentado de tudo para emagrecer e reduzir sua glicemia cronicamente elevada – mas foi apenas quando conheceu a dieta Low-Carb que obteve sucesso de maneira permanente.

Vamos ver como foi essa jornada.

Com vocês, a Lya.

lyaOi gente, tudo bem?

Meu nome é Lya, tenho 34 anos, sou casada e tenho duas filhas.

Comecei a minha luta contra a obesidade dia 22 de fevereiro de 2016, quando eu descobri uma erisipela, que deu nas minhas duas pernas…

Essa doença se instalou e, para combatê-la, fui orientada a cortar os carboidratos ruins para ter de volta a minha saúde.

E ela estava bem prejudicada: minha glicose estava alta, eu tinha taquicardia, eu tinha labirintite, eu tinha pressão alta, estresse, ansiedade…

Então, devido a todo esse quadro, um vizinho meu que é farmacêutico veio me ver.

Quando ele olhou as minhas pernas, foi categórico: disse que realmente eu só poderia sarar se diminuísse minha ingestão de carboidratos ruins, de modo a baixar minha glicose.

Na época, eu tinha a glicose em 134 – sendo que hoje ela está em 84 (um nível absolutamente normal).

E eu comecei, na verdade, uma “reeducação alimentar”.

Nela, eu já eliminei “de cara” o arroz, o feijão, a macarronada, a maionese, e até mesmo as bebidas alcoólicas (e olha que eu tinha o hábito de beber desde os 15 anos).

Além de enfrentar outras dificuldades: Eu tinha uma lanchonete na minha cidade, então não tinha horário para acordar, para dormir, para me alimentar…

E, para piorar, sempre fui uma pessoa muito estressada, ansiosa…

Mesmo assim, eu perseverei.

E, como tinha bastante peso a eliminar, logo no primeiro mês de reeducação alimentar já  eliminei 8 quilos.

Aí, dentro dessa felicidade que eu sentia por já ter emagrecido 8 quilos, eu comecei a pesquisar muito na internet.

Nessas pesquisas todas, me deparei com muitos sites, com muitas matérias falando sobre o carboidrato, e também com vários grupos.

Um grupo de Facebook que foi especial para mim foi o “Dieta do Carboidrato/Proteína”, que é o grupo do Luciano.

(Conheça também o grupo do Senhor Tanquinho no facebook clicando aqui.)

Quando me juntei a esse grupo, encontrei uma lista enorme de alimentos permitidos.

Vi os alimentos que podia consumir na dieta, achei super viável e me interessei pelo assunto.

Além disso, nesse grupo,obtive várias respostas que eu precisava para começar a entender o que o carboidrato realmente faz no corpo da gente.

Nessa época, eu pesava 171 kg e já tinha emagrecido 8 kg sem passar fome!

Isto é, mesmo retirando alguns alimentos que me faziam mal, eu ainda não passava fome – ainda mais se comparar com as outras dietas que fiz…

Porque eu já tinha feito dieta do abacaxi, dieta do detox… Já tinha tomado Herbalife, já tinha tomado Affinato, já tinha tomados muitos remédios, e mesmo assim jamais havia conseguido emagrecer como consigo agora: sem passar fome e feliz.

Ou seja: eu finalmente estou feliz com os resultados que estou atingindo, e me sinto feliz também com a alimentação, porque eu não sinto mais aquela fome desesperadora.

Simplesmente não sinto mais isso.

E, conforme fui gostando cada vez mais da dieta low-carb, encontrei novos grupos no Facebook – até que encontrei o grupo da Vivi, “Dieta Low-carb e Adaptações”.

Ali foi o ponto crucial para eu entender o que era a dieta low-carb na prática porque, por mais que eu lesse o blog do Dr. Souto, e mesmo lesse muitos artigos sobre low-carb, foi ali no grupo da Vivi que eu obtive muitas respostas, ao olhar os comentários, ler os posts fixos, e as publicações de outros membros.

Por exemplo, foi no grupo que aprendi o que era manteiga de verdade – antes eu usava Becel, e foi a Vivi foi que me disse que aquilo ali não era manteiga – ao passo que hoje eu consumo manteiga de verdade, que é muito mais gostosa.

E eu realmente amei esta dieta porque nela estava comendo churrasco (que eu adoro, e sempre tem em festas e restaurantes) e emagrecendo!

Isso para mim foi maravilhoso: emagrecer comendo churrasco :)

Por fim, depois de tanto as meninas me pedirem, também criei uma página e também um grupo para as meninas me acompanharem: “Lya emagrecendo com low-carb”.

lya_thumb_2

Ali posto minhas refeições, conto as minhas coisas todas para elas, divido vários assuntos e tenho muitas outras meninas me acompanhando e querendo incentivo – e, ao mesmo tempo, também me incentivando.

Dia 22/11/2016 eu completo 9 meses de mudança de vida.

Atualmente, minha alimentação é a base de legumes, verduras, frutas, carnes, ovos e queijos permitidos…

Relacionado: Veja uma semana exemplo de alimentação low-carb [link]

Às vezes saio da dieta por no máximo um dia e volto novamente.

Estou a quase 9 meses sem comer arroz, que eu adorava!

Também faz três meses que eu conciliei fazendo jejum intermitente.

O jejum intermitente também me ajuda muito.

Já aconteceu de receber críticas pela quantidade de horas – porque comecei com o protocolo de 16/8 e já fiz até de 90 horas.

Fiquei super bem, super saudável, a concentração melhorou muito e a minha ansiedade diminuiu também bastante.

E, se é para indicar uma dieta – que na verdade se tornou um estilo de vida – com 48 quilos eliminados (porque hoje estou com 123 quilos)*, eu indico.

Eu indico a low-carb!

A dieta Low-carb é vida para mim, e o jejum intermitente também é vida!

Hoje não quero mais mudar minha relação com a comida, porque hoje a comida não manda mais em mim.

E eu quero continuar dando apoio, falando para as pessoas realmente o que é essa dieta, esse novo estilo de vida.

E, nesse estilo de vida, não sigo um cardápio fixo, não sigo horário para comer, e só como quando tenho fome.

Eu vou continuar na luta – porque ainda tenho 50 quilos para eliminar, e vou conseguir com toda a certeza.

E quero deixar para as pessoas a seguinte mensagem: de que você pode, você consegue e você tem que acreditar em você mesma.

É isso!

Espero que, compartilhando essa minha verdadeira história (quem me conhece sabe, né?!) de luta constante contra a obesidade, eu possa inspirar outras pessoas a terem forças e conseguirem também.

*Atualmente a Lya emagreceu ainda mais e agora está pesando 101.3 kg (pesagem feita no dia 22/04/2017), ou seja, já eliminou incríveis 70 kg com a dieta low-carb.

Comentários do Senhor Tanquinho

emagrecer,planilha,saúde,dieta,emagrecimento,perder peso,tabela

A história da Lya realmente é de muita superação – só ela sabe como deve ter se sentido quando, pela primeira vez na vida, conseguiu emagrecer e recuperar sua saúde sem passar fome e sem comer comida com “gosto de isopor”.

E, para enriquecer sua leitura, queremos deixar duas sugestões de conteúdo que achamos adequada a este relato.

A primeira é um guia prático de como começar uma dieta low-carb de sucesso:

Como Iniciar E Triunfar Em Uma Dieta Low-Carb

Escrevemos este texto para dar uma luz a quem deseja iniciar a dieta e quer saber:

  • Como iniciar corretamente a dieta low-carb;
  • Como integrar a low-carb no seu dia a dia, para que você não desista;
  • O que comer a cada refeição na dieta low-carb;
  • As respostas certas para as principais dúvidas que surgem por quem segue um estilo de alimentação low-carb.

E a segunda é um vídeo especial que fizemos para ajudar quem já começou a dieta mas não está vendo os resultados que desejaria.

Nele, respondemos uma dúvida muito comum de uma leitora nossa, que também pode ser a sua dúvida.

O vídeo tem menos de 5 minutos, e vale a pena ser assistido:

E, se você também tem uma história bonita a ser contada, é só mandar um email para a gente contando, que publicaremos aqui se você desejar :)


*Os resultados obtidos pela Lya são particulares dela e podem variar de pessoa para pessoa.

  • Ola Juci!

    Obrigado! Ficamos felizes que tenha gostado do estilo do post :)

  • Mila Machado

    O site de vcs é inspirador!!! Parabéns!

    • Ola Mila! Muito obrigado :) Ficamos muitíssimo felizes em poder ajudar

  • Obrigado, Angela!