Carmen Revela Como Emagrecer 15 Kg Sem Sofrer Com A Dieta Low-Carb

Hoje trazemos mais uma história de sucesso com uma dieta low-carb – o depoimento da Carmen.

E seu relato começa como o de muitas outras mulheres.

Ao chegar aos 50 anos de idade, alterações hormonais começam a acontecer…

E, com elas, vem também o ganho de peso.

Porém, a Carmen não se deixou abater por essa situação: insatisfeita com o que estava acontecendo, começou a pesquisar na internet até descobrir um estilo alimentar que funcionava para ela: a dieta baixa em carboidratos.

Como você vai ver a seguir, a primeira reação da Carmen ao descobrir mais sobre esse estilo alimentar foi de surpresa.

Como assim ela poderia comer gorduras boas? Como é possível emagrecer sem sofrer?

Porém, a Carmen logo se adaptou – e os resultados não poderiam ser melhores.

O Depoimento da Carmen

Mulher de 50 anos, alterações no corpo, quilos extras acumulados com o passar dos anos, e desespero ao perceber que a roupa do marido lhe serve.

É preciso tomar uma atitude imediata!

Pesquisa aqui, analisa ali…

E eis que: Opa! Low-carb? O que é isso?

Gorduras boas podem? Azeite de oliva, nata, manteiga, ovos, pele de frango?

Como assim? Cadê o sofrimento? Onde está o lado ruim?

Bateu vontade de doce e posso comer morango com creme de leite?

Nada de pão – mas olha que experiência boa poder tomar café da manhã com ovos mexidos e queijo!

Ou mesmo poder comer carne ensopada e abacate na salada (guacamole).

Realmente foi uma quebra de paradigmas.

A ansiedade diminuiu e ficou sob controle.

Comer de três em três horas? Deixei isso de lado.

Anos a fio fazendo o que eu considerava reeducação alimentar, grãos integrais, muitas frutas, para no final não ver a tão esperada perda de peso: nada além de alguns míseros gramas.

Estou provando e comprovando essa tal de “low-carb”:

Chego no sexto mês e já são:

  • 15 quilos a menos,
  • muita felicidade a mais, e
  • transbordando saúde e disposição!

Se por acaso eu jacar (saí da dieta), faço jejum intermitente e as coisas voltam ao normal.

Se sinto que estou num platô de perda de peso, faço jejum intermitente e destravo o emagrecimento.

Não tenho mais nenhum medo da balança.

E finalmente tenho minha meta alcançada!

Infelizmente não consegui fazer muita atividade física: trabalho, viagem e uma cirurgia no punho não contribuíram para minha adesão.

Consegui apoio ‘técnico’  e suporte nos momentos de buscar alternativas de alimentos com o Senhor Tanquinho, tanto no site e quanto por e-mails.

Valeu pela companhia, guris!

Detalhe importante: parar de emagrecer e manter é mais desafiador que fazer a dieta low-carb.

Faço e recomendo!

Finalizando…

Na nossa opinião, a Carmen é uma vencedora.

E não só por ter conseguido eliminar 15 kg, mas também por ter feito as mudanças mentais necessárias para isso.

Isto é: ela não ficou lamentando que não poderia mais comer pão, nem que sentia falta de açúcar.

Em vez disso, preferiu ver o lado positivo: ficou feliz de poder comer ovos com queijo, morangos com creme de leite, nata, manteiga, frango (com pele!), e muito mais.

Sendo que essa mudança de mentalidade é um dos principais pilares de uma alimentação de sucesso.

Especialmente se você desejar seguir essa alimentação no longo prazo – transformando-a em um estilo de vida.

E o caminho não vai ser perfeito: como você viu, a Carmen cometeu algumas “jacadas” (que algumas pessoas chamam de dias do lixo).

Porém, o mais importante foi manter a consistência, e retornar para sua alimentação assim que possível.

Pois só com a consistência dos esforços no longo prazo é possível atingir resultados realmente duradouros.

Por isso, nossos parabéns para a Carmen!

Por atingir os resultados, mudar a mentalidade, e agora inspirar mais pessoas de que sim, é possível.

E você, tem uma história para contar?

É só mandar seu relato para [email protected] que publicaremos aqui com o maior prazer :)

E, se quer fazer igual a Carmen e ajudar pessoas queridas a mudar de vida, compartilhe este texto.

Porque talvez você conheça alguém que sofre com o excesso de peso, e quer mudar isso.

E essa pessoa pode se beneficiar ao saber que existe um caminho alimentar – e bem gostoso! – que pode trazer os resultados que ela mais deseja.

Forte abraço!