4 Protocolos Definitivos Para Eliminar A Gordura Teimosa De Uma Vez Por Todas

Gordura Teimosa – FACETHUMBNeste artigo, nós vamos falar sobre gordura teimosa.

E você pode estar se perguntando o que seria a gordura teimosa.

A gordura teimosa é um tipo de gordura que reluta para ir embora, mesmo quando parece que todo o resto do seu corpo já emagreceu.

Ela se localiza em alguns lugares críticos (diferentes para homens e mulheres), e lendo o texto até o final você vai saber exatamente:

  • o que é a gordura teimosa,
  • onde no corpo ela realmente se localiza,
  • 4 maneiras para eliminar a gordura teimosa.

Sendo que esses 4 protocolos (ou maneiras) de eliminar gordura teimosa foram baseados no livro do Lyle McDonald, “The Stubborn Fat Solution”.

Antes de mais nada, saiba que você pode ter acesso ao conteúdo completo deste texto em vídeo.

Para isso, é só dar o play abaixo.

Porque, vendo o vídeo, em menos de 20 minutos você vai saber toda a verdade sobre a gordura teimosa e como eliminá-la.

(E claro que você também pode se inscrever no nosso canal para ver dicas e receitas novas de graça todas as semanas.)

Mas, se preferir ler, continue aqui com a gente.

Porque vamos explicar em detalhes tudo o que você precisa saber sobre esses protocolos avançados de queima de gordura.

E vamos começar falando sobre quem pode fazer uso seguro e efetivo desses protocolos.

Quem Pode Usar Os Protocolos Para Queima De Gordura Teimosa

exercícios para emagrecer com dieta low-carb

Antes de sair fazendo os protocolos assim que ler o texto, é importante esclarecer que esses são protocolos avançados.

Na verdade, o Lyle McDonald estipula que você já deve estar bem magro para começar a usar esses protocolos.

No caso dos homens, ele sugere que você tenha 10% de gordura corporal ou menos.

E, no caso das mulheres, de 15 a 17% de gordura corporal ou menos.

Se você não se enquadra em alguma dessas categorias, não precisa se desesperar.

Na verdade, você vai se beneficiar muito de ler o artigo até o final.

Pois, fazendo tudo certo — e, claro, se você desejar — um dia esse pode ser o seu caso.

Mas é claro que você não está impedido(a) de seguir os protocolos: você pode se sentir livre para fazê-los, e provavelmente eles não farão mal a você (desde que você tenha o OK do seu médico).

O ponto é que, nesse caso, não é necessário seguir esses protocolos para emagrecer.

E você pode ter resultados incríveis de maneiras mais simples, como por exemplo seguindo uma alimentação baixa em carboidratos, e mesmo algum protocolo de jejum intermitente.

(Ou, se estiver em um platô de peso, seguir alguma das nossas 15 dicas para sair do platô.)

Mas talvez você esteja com a seguinte dúvida:

Senhor Tanquinho, esse protocolo é de redução de gordura localizada?”

Não, não é! E vamos ver agora o porquê.

Gordura Teimosa Não É Gordura Localizada

medidas - mulher atrapalhada para medir abdomen com fita metrica

Conforme a ciência tem mostrado repetidas vezes, não é possível você escolher de qual lugar do seu corpo você vai queimar gordura.

Na verdade, o exato padrão de onde a gordura vai se depositar, e em que ordem ela vai ser queimada segue as suas predisposições genéticas.

(E também a facilidade de mobilizar a gordura de determinada parte do corpo, para que ela possa ser efetivamente usada como combustível.)

Sendo assim, os protocolos não vão te permitir escolher de onde você quer queimar gordura.

O que eles vão fazer é ajudar a mover a gordura que já existe em um local, porém que não está sendo mobilizada adequadamente para ser queimada.

Pois, nos locais onde você tem gordura teimosa (e já vamos falar quais são), seu corpo tem dificuldade de utilizar a gordura como fonte de energia.

E é claro que seu corpo prefere utilizar a gordura como energia, em vez de usar, por exemplo, massa muscular (sendo que a gente já falou sobre isso, inclusive no nosso texto sobre “o combustível preferido do corpo”).

O problema é que, quando você chega a essa situação em que tem bem pouca gordura a ser queimada, e ela é difícil de ser utilizada…

Então o que pode acabar acontecendo é o seu corpo utilizar um pouco de massa muscular como fonte de energia — e esse é um efeito bem indesejado.

Desse modo, o que o Lyle McDonald argumenta é que, seguindo um desses 4 protocolos que a gente vai apresentar aqui, você vai facilitar o trabalho para o seu corpo.

Porque vai facilitar a mobilização da gordura como fonte de energia — e isso vai permitir a você eliminá-la mais facilmente.

Onde Tendemos a Acumular Gordura Teimosa

Vamos falar agora sobre os locais onde você pode identificar essa gordura teimosa.

No caso dos homens, essa gordura tende a se acumular na parte de baixo do abdômen (a famosa “pochete”), e na parte lateral e inferior das costas (sendo um “pneuzinho” bem teimoso).

Gordura Teimosa 1.1

Já no caso das mulheres, é mais comum que essa gordura se acumule nas pernas (por exemplo na parte de dentro das coxas), e também na parte de trás do tríceps (o famoso “músculo do tchau”).

Gordura Teimosa 2

Mas é claro que essas são apenas linhas gerais.

Pois esse padrão de deposição de gordura pode variar de pessoa para pessoa — o que pode acontecer de acordo com a genética, ou mesmo com alguma variação hormonal.

Por exemplo, as mulheres na menopausa podem acabar acumulando mais gordura também nessa parte da frente da barriga (o que seria um padrão mais parecido com o dos homens).

Justamente porque, na menopausa, os níveis dos hormônios femininos sofrem grandes alterações.

E queremos salientar que, ao longo de todo o livro, o Lyle McDonald explica bastante sobre os hormônios, sobre o processo exato de queima de gordura (que envolve retirar a gordura da célula, mobilizá-la para que ela possa ser oxidada, e a oxidação da gordura em si), e vários outros detalhes sobre o metabolismo das gorduras como um todo.

E que não vamos abordar aqui — até porque este é apenas um texto, e não um livro com quase 100 páginas, como é o caso do original.

E que estamos resumindo aqui para você: para que você possa colher os melhores benefícios e consiga atingir os seus objetivos de saúde, estética e qualidade de vida.

(Inclusive recomendamos que você compre o livro se você se interessa por esse tópico.

E não ganhamos nada por fazer essa indicação — apenas julgamos que é um bom livro para se ler.)

E, antes de mergulharmos nos detalhes dos 4 protocolos que ele apresenta, queremos fazer um aviso importante.

Cuidado Para Não Exagerar Na Dose

dieta low-carb: cardápio, dicas, receitas e tudo o que você precisa para começar a emagrecer e ter saúde ainda hoje!

O Lyle McDonald faz um alerta antes de apresentar os protocolos.

Isso devido a algo que acontece quando as pessoas chegam nessa fase final da perda de peso — isto é, quando já estão com um uma boa forma física, e quando falta apenas um pouco de gordura para perder.

E o que acontece é que elas tendem a ficar um tanto quanto obcecadas com os resultados, buscando obter da maneira mais rápida possível aquilo que elas consideram o corpo ideal.

É claro que não tem nada de errado em você traçar objetivos e buscar alcançá-los.

Porém, o perigo é você acabar exagerando nessa busca — e com isso não apenas se frustrar, mas mesmo prejudicar os seus resultados e a sua saúde a longo prazo.

Especialmente porque essa pessoa (uma vez que vem perdendo peso constantemente) já está em um déficit calórico.

E implementar um protocolo intenso como os que vamos apresentar aqui, mais os treinos normais na academia, mais o déficit calórico (mais todos os estresses do dia a dia), pode acabar sendo um esforço maior do que aquele do qual seu corpo consegue se recuperar.

Nesses casos, o que pode acontecer é que as pessoas vão acabar fracassando.

(Ou elas vão desistir, ou vão causar alguma desordem em seus corpos, e com isso entrar em colapso.)

Então a dica do Lyle é: “erre para o lado conservador”.

Isto é, pode ser melhor você fazer um pouco a menos do que o “máximo possível”, mas fazer isso por mais tempo.

Assim, você consegue ter um resultado consistente.

Em vez da alternativa, que é querer fazer tudo de uma vez — e com isso acabar falhando.

O aviso já foi dado, então vamos ver os protocolos.

Protocolo para Gordura Teimosa #1: Low-carb + Aeróbico de Baixa Intensidade

hipertireoidismo, hipotireoidismo, autoimunidade e dieta paleo

O protocolo número 1 é o mais básico, e por isso é o primeiro a ser abordado.

Ele consiste de duas diretrizes principais.

A primeira diretriz é que você deve estar em uma dieta low-carb.

E, por low-carb, o autor quer dizer que cerca de 20% (ou menos) das calorias devem ser dos carboidratos.

Ou seja, se você estiver em uma dieta de 1400 calorias, por exemplo, você poderia ter 20% delas ( = 280 kcal) vindas dos carboidratos.

Como adotamos que 1g de carboidrato apresenta 4 kcal, seriam mais ou menos 70g de carboidratos que você poderia ingerir por dia.

(Note que Lyle diz que a dieta seria low-carb, mas você não precisaria estar em algum tipo de dieta cetogênica para o protocolo funcionar.)

Já a segunda diretriz desse protocolo é com relação às atividades físicas.

E ele estipula que você deve focar em fazer caminhadas ou outras atividades aeróbicas leves, com o objetivo de manter a frequência cardíaca entre 130 e 140 batimentos por minuto.

Na prática, você sabe que está por volta dessa frequência quando consegue conversar enquanto caminha, porém com certa dificuldade.

Ou seja, você até consegue falar enquanto anda, sem ficar totalmente sem ar — mas não deve ter a mesma facilidade do que quando está sentado na sala da sua casa tomando um chazinho.

É uma conversa com algumas pausas, você consegue progredir, mas não com 100% de conforto.

(Se sua leitura de batimentos cardíacos estiver alterada por algum motivo — como por exemplo o uso de Ioimbina — use o RPE ou rate of perceived exertion (em inglês).

A escala RPE ou escala Borg originalmente ia de 6 a 20.

Mas como as pessoas tinham dificuldade em entender uma escala que não começava no 1, depois ela foi ajustada para ir de 1 a 10.

Sendo que 1 seria o equivalente a ficar sentado no sofá sem fazer absolutamente nada, e 10 seria o equivalente a um sprint de 15 a 30 segundos em que você acha que vai morrer.

Nesse caso, a estimativa dessa caminhada seria algo entre 3 e 4.)

Com relação ao tempo de duração dessa atividade física, ela deve durar entre 45 e 60 minutos.

E você também pode ingerir cafeína, entre 100 e 200 mg (o que representa mais ou menos uns dois cafezinhos espressos), cerca de 30 a 60 minutos antes da atividade física.

Por fim, o Lyle recomenda que esse protocolo seja feito em jejum.

Ou, caso você não pratique nenhum protocolo de jejum intermitente (ou tenha impossibilidade de praticá-lo em jejum por algum outro motivo), o ideal é que você faça essa atividade física após 3 ou 4 horas da última refeição, pelo menos.

O autor Lyle McDonald argumenta que esse protocolo é um dos mais leves, e pode inclusive ser realizado diariamente.

Ou pode mesmo ser combinado com algum dos outros protocolos (que vamos detalhar mais abaixo) ou com outro tipo de atividade física.

Resumindo o protocolo #1 para gordura teimosa

  • Alimentação:
    • dieta low-carb
    • em jejum (pelo menos 3 a 4 horas após a última refeição)
  • Exercício:
    • Aeróbico de baixa intensidade:
      • duração: 45 a 60 minutos
      • intensidade: 130 a 140 bpm (caminhada em ritmo acelerado)
  • Suplemento (opcional):
    • cafeína
      • quantidade: 100 a 200 mg
      • cerca de 30 e 60 minutos antes
  • Frequência:
    • pode ser feito diariamente.

>>> Baixe grátis o resumo de todos os protocolos clicando aqui

Protocolo para Gordura Teimosa #2: Ioimbina + Aeróbico de Baixa Intensidade

Vou sair da cetose

Esse protocolo é uma adaptação do primeiro.

Sendo que ele é mais voltado para quem não pode (ou não quer) praticar uma alimentação low-carb.

Por exemplo, alguns atletas competitivos que precisam eliminar a gordura corporal teimosa, mas que não podem fazer uma dieta low-carb porque têm de treinar todos os dias (talvez até mesmo várias vezes ao dia), e cuja performance sofreria com essa mudança (conforme falamos aqui).

Nesse caso, Lyle sugere acrescentar Ioimbina, na dosagem de 0,2 mg por quilo de massa corporal, para contrabalançar esse efeito de não estar em low-carb.

O restante do protocolo permanece igual.

Ou seja, você vai continuar fazendo o aeróbico de baixa intensidade, com batimentos cardíacos entre 130 e 140 por minuto, e duração de 45 a 60 minutos.

E você vai poder continuar tomando aquele cafezinho (entre 100 e 200mg de cafeína) cerca de 30 a 60 minutos antes do seu aeróbico de baixa intensidade.

A frequência ainda pode ser diária, e idealmente você deve estar em jejum.

Porém, se você não puder fazer esse protocolo em jejum, você deve estar há pelo menos 3 ou 4 horas sem comer.

(Ainda bem que você já sabe que não precisa comer a cada 3 horas…)

Na nossa opinião particular, achamos que o primeiro protocolo é superior para a maioria das pessoas que não possuem essa restrição quanto à dieta low-carb.

Até porque, nesse caso, você não precisaria comprar a Ioimbina, que é um extrato de planta não tão facilmente assim encontrado pra vender.

E também porque algumas pessoas não reagem muito bem à Ioimbina: certas pessoas podem sentir uma aceleração excessiva dos batimentos cardíacos.

[Observação: Nosso leitor André Almeida também pontuou que a ioimbina também não é indicada para pessoas com transtorno de ansiedade e afins.

Isso porque ela altera a resposta do organismo em casos de “luta e fuga”.

Ou seja, ela pode aumentar a ansiedade e impulsividade.

Além disso, a ioimbina também pode aumentar a pressão arterial, então não é uma boa para quem tem problema de pressão alta ou algum problema cardíaco.

Você pode saber mais sobre isso nesta referência aqui e nesta outra aqui.]

Além do mais, nós acreditamos que, quanto menos coisas você tiver que acrescentar para ter resultados, melhor.

Sendo assim, se por hipótese os resultados fossem iguais entre os protocolos, a opção de não usar um suplemento nos parece superior.

Resumindo o protocolo #2 para gordura teimosa

  • Alimentação:
    • em jejum (pelo menos 3 a 4 horas após a última refeição)
  • Exercício:
    • Aeróbico de baixa intensidade:
      • duração: 45 a 60 minutos
      • intensidade: 130 a 140 bpm (caminhada em ritmo acelerado)
  • Suplementos (opcionais):
    • cafeína
      • quantidade: 100 a 200 mg
      • cerca de 30 e 60 minutos antes
    • ioimbina:
      • quantidade: 0,2 mg por kg de massa corporal
      • ingerida junto com a cafeína
  • Frequência:
    • diariamente

>>> Baixe grátis o resumo de todos os protocolos clicando aqui

Protocolo para Gordura Teimosa #3: The Stubborn Fat Protocol 1.0 (SFP 1.0)

HIITNa verdade, esta que vamos apresentar é segunda versão do protocolo SFP criada pelo Lyle.

Sendo que ele criou o protocolo SFP 1.0 para eliminar gordura teimosa, e foi ajustando e reformulando as diretrizes ao longo do tempo, até chegar nessa segunda versão.

Aqui iremos apresentar somente a segunda versão, já que (segundo ele mesmo) ela é superior à primeira.

No protocolo SFP 1.0 melhorado, o Lyle diz que você pode fazer o exercício a qualquer hora do dia, desde que seja feito pelo menos 3 a 4 horas após a última refeição.

(Ou seja, você pode fazer o SFP 1.0 em estado de jejum também.)

No que toca a exercícios, o protocolo começa com 5 a 10 minutos de aquecimento leve, de baixa intensidade, seguidos por 10 minutos de exercício intervalado de alta intensidade (HIIT).

O HIIT proposto deve ser bem intenso: são tiros de mais ou menos 15 segundos, na máxima intensidade que você conseguir, alternados com 45 segundos de descanso, em baixa intensidade.

Essa sequência deve ser repetida por 10 minutos, ou seja, 10 tiros de alta intensidade e 10 períodos de descanso em baixa intensidade.

Terminada a sessão de HIIT, deve haver uma pausa de 5 a 10 minutos.

Após a pausa, você deve fazer o aeróbico de baixa intensidade conforme descrito nos protocolos acima, porém por cerca de 20 a 40 minutos.

Ou seja, durante 20 a 40 minutos você deve praticar exercício aeróbico de baixa intensidade, mantendo os batimentos cardíacos com uma frequência cardíaca entre 130 e 140 bpm (na qual até consegue conversar, mas com certa dificuldade, ou RPE entre 3 e 4).

Ao final desse período de aeróbico leve, você pode comer.

Na verdade, mesmo se você não estiver com fome, o Lyle recomenda que você ingira pelo menos um pouco de proteína ou aminoácidos — seja na forma de comida de verdade ou mesmo de suplemento (como whey protein ou BCAA).

Dessa forma, você estará disponibilizando aminoácidos na corrente sanguínea de modo a minimizar a quebra de tecido muscular.

Afinal, seu corpo vai estar exigindo bastantes nutrientes após essa bateria de exercícios — e a gordura teimosa que queremos eliminar leva esse nome porque é realmente teimosa de ser mobilizada, e não queremos nem chegar perto do risco de queimar músculos.

Em termos de suplementos, existem três suplementos que você pode ingerir entre 30 e 60 minutos antes do início dos exercícios:

  • cafeína, de 100 a 200 mg;
  • ioimbina, mais ou menos 0,2 mg por quilo de peso;
  • tirosina, de 1 a 3 g.

É importante notar que esses suplementos são opcionais, e você pode consumir todos, ou nenhum, ou qualquer combinação entre eles.

Também é importante que você teste o que funciona melhor para você.

Ou seja, é importante que você veja se consegue ter resultado com ou sem os suplementos, verificando como o seu corpo responde.

(Isso caso você queira tomar os suplementos, é claro.)

Já em termos da frequência, este protocolo para queimar gordura teimosa é diferente dos dois que vimos até agora.

Isso porque esse protocolo deve ser realizado no máximo 1 ou 2 vezes por semana, já que ele é bastante desgastante para o seu corpo (ainda mais se você estiver em um déficit calórico).

E, se você tiver treinando pesado, então prefira realizar esse protocolo no mesmo dia de seu treino de pernas.

Por exemplo, se fizer o protocolo de manhã, deixe o treino de pernas para a noite do mesmo dia.

Resumindo o protocolo #3 para gordura teimosa

  • Alimentação:
    • em jejum (pelo menos 3 a 4 horas após a última refeição)
  • Exercício:
    • Aquecimento:
      • duração: 5 a 10 minutos
      • intensidade: baixa
    • HIIT:
      • duração: 10 minutos (10 tiros alternados)
      • intensidade:
        • 15 segundos de máxima intensidade
        • 45 segundos de baixa intensidade
    • Aeróbico de baixa intensidade:
      • duração: 20 a 40 minutos
      • intensidade: 130 a 140 bpm (caminhada em ritmo acelerado)
  • Suplementos (opcionais):
    • cafeína
      • quantidade: 100 a 200 mg
      • cerca de 30 e 60 minutos antes
    • ioimbina:
      • quantidade: 0,2 mg por kg de massa corporal
      • ingerida junto com a cafeína
    • tirosina:
      • quantidade: 1 a 3 g
      • ingerida junto com a cafeína
  • Frequência:
    • 1 a 2 vezes por semana

>>> Baixe grátis o resumo de todos os protocolos clicando aqui

Protocolo para Gordura Teimosa #4: Stubborn Fat Protocol 2.0 (SFP 2.0)

hiit,exercício intervalado de alta intensidade,emagrecer,saúde,músculos,esteira,treino

Esse protocolo para eliminar gordura teimosa é imensamente parecido com o anterior.

Sendo que a principal mudança é que este adiciona uma sessão a mais de HIIT após o aeróbico de baixa intensidade.

Então, vamos traçar ponto por ponto o protocolo SFP 2.0 que o Lyle elaborou.

O primeiro ponto é igualzinho ao anterior: você pode fazer esse protocolo a qualquer momento do dia, desde que seja 3 a 4 horas depois da última refeição, ou em jejum.

Em termos de suplementos, as mesmas regras valem também.

Cafeína, ioimbina ou tirosina (ou qualquer combinação entre esses suplementos que você preferir), cerca de 30 minutos antes de começar as atividades físicas do protocolo.

As atividades físicas para eliminar a gordura teimosa, neste caso, começam com 5 a 10 minutos de aquecimento leve.

Depois do qual você pode partir para a primeira série de HIIT.

Essa série vai durar 5 minutos e vai consistir em 5 tiros de 15 segundos (com esforço máximo), seguidos por 45 segundos nos quais você vai descansar.

(Ou seja, serão 5 vezes essa sequência de 15 segundos ON, 45 segundos OFF.)

Depois desse HIIT, você vai descansar entre 5 e 10 minutos.

E, depois do descanso, você vai fazer o aeróbico de baixa intensidade que já explicamos nos outros protocolos, com duração de 20 a 40 minutos.

Acha que acabou?

Depois do aeróbico de baixa intensidade, temos a segunda série de HIIT.

Nela, você vai novamente intercalar momentos de máxima intensidade com momentos de baixa intensidade.

Essa segunda série de HIIT deve durar de 5 a 10 minutos.

Pois nela você vai fazer 5 tiros, em uma das duas maneiras.

Maneira #1 — 30 segundos de máxima intensidade, seguidos por 30 segundos de baixa intensidade; ou

Maneira #2 — 1 minuto de alta intensidade, seguido por 1 minuto de baixa intensidade.

A escolha de qual maneira você vai fazer depende da sua preferência — e, claro, de quanto você aguentar.

(Perceba que seguir a maneira #1 totaliza 5 minutos, e seguir a maneira #2 dá 10 minutos.)

Após essa série intensa, Lyle sugere que você faça uma caminhada tranquila, ou algum outro trabalho bem leve, por 3 a 5 minutos, para que seu corpo comece a relaxar.

E então acabou, você pode ir se alimentar.

Assim como no caso do protocolo para gordura teimosa SFP 1.0, ele recomenda que você se alimente.

Se você não tiver com fome (talvez você esteja até cansado demais para comer), Lyle sugere que você tome pelo menos um shake de proteínas após essa sessão bem intensa.

E os alertas para o protocolo anterior (o protocolo de gordura teimosa #3) continuam valendo.

Ou seja, o de que este não é um protocolo para ser feito todos os dias, e sim no máximo uma ou duas vezes por semana.

E o de que, se você estiver treinando pesado e fazendo treinos de perna na academia, que deixe os treinos de perna pra fazer no mesmo dia do protocolo (de preferência várias horas depois).

É claro que você provavelmente não vai conseguir pegar tão pesado no treino fazendo o protocolo no mesmo dia (comparado com o que você pegaria se não fizesse).

Mas ele recomenda essa alocação de treino como medida preventiva — até porque, se você treinar suas pernas todo dia nessa intensidade, uma hora ou outra vai acabar não dando certo, e você pode se lesionar.

E mais uma observação importante sobre as pernas é que muita gente (entre as pessoas que o Lyle acompanhou enquanto ele criava esses protocolos) acabou optando por treinar perna só uma vez por semana na academia.

(E, no dia em que fariam outro treino de pernas, em vez de fazer o treino, seguiam esse protocolo.)

Ou seja, esses atletas reduziram a frequência de exercícios para conseguir acomodar a recuperação.

Porque, assim como falamos mais acima, você não vai querer se matar, nem sofrer algum tipo de overtraining — especialmente enquanto tenta ficar na melhor forma da sua vida.

(Até porque, se você lesionar sua perna, você não vai conseguir nem fazer o treino de perna, e nem fazer o protocolo do Lyle McDonald.)

E vai acabar sendo muito pior para você ter que ficar alguns dias ou semanas parado.

Resumindo o protocolo #4 para gordura teimosa

  • Alimentação:
    • em jejum (pelo menos 3 a 4 horas após a última refeição)
  • Exercício:
    • Aquecimento:
      • duração: 5 a 10 minutos
      • intensidade: baixa
    • HIIT:
      • duração: 5 minutos (5 tiros alternados)
      • intensidade:
        • 15 segundos de máxima intensidade
        • 45 segundos de baixa intensidade
    • Aeróbico de baixa intensidade:
      • duração: 20 a 40 minutos
      • intensidade: 130 a 140 bpm (caminhada em ritmo acelerado)
    • HIIT:
      • duração: 5 a 10 minutos (5 tiros alternados)
      • intensidade:
        • 30 a 60 segundos de máxima intensidade
        • 30 a 60 segundos de baixa intensidade
  • Suplementos (opcionais):
    • cafeína
      • quantidade: 100 a 200 mg
      • cerca de 30 e 60 minutos antes
    • ioimbina:
      • quantidade: 0,2 mg por kg de massa corporal
      • ingerida junto com a cafeína
    • tirosina:
      • quantidade: 1 a 3 g
      • ingerida junto com a cafeína
  • Frequência:
    • 1 a 2 vezes por semana

>>> Baixe grátis o resumo de todos os protocolos clicando aqui

Conclusão E Palavras Finais

Cíntia 3

No texto de hoje, vimos os 4 protocolos que o Lyle McDonald, renomado autor do mundo fitness, recomenda para perder aqueles últimos quilinhos que costumamos chamar de gordura teimosa.

Dentre esses 4 protocolos, vimos que os 2 mais leves podem ser feitos diariamente — enquanto os outros 2, que são muito intensos, devem ser feitos no máximo duas vezes por semana.

Porém, vale deixar claro que, mesmo no caso de você estar realizando os protocolos mais intensos uma ou duas vezes por semana, você ainda assim pode realizar os protocolos mais leves nos outros dias, se desejar.

Nesse caso, nos dias em que você não fizer os protocolos 3 ou 4, você pode fazer os protocolos 1 ou 2, porque eles são mais leves e permitem uma recuperação mais fácil.

Esperamos que você tenha gostado deste artigo, que foi de certa forma uma novidade aqui no site.

Tanto por ser um post com protocolos para quem já está num estágio mais avançado na sua evolução corporal, quanto por ser o resumo de um livro muito bom, e bem recheado de referências científicas.

Se você gostou e quer receber mais dicas, você pode seguir 3 passos rápidos:

  1. compartilhar este texto clicando aqui com alguém que está buscando “secar” a gordura teimosa,
  2. deixar seu comentário aqui embaixo na área de comentários,
  3. clicar aqui para baixar o PDF resumo com os 4 protocolos, que preparamos especialmente para você (é grátis).

Então é isso, esperamos que você tenha gostado, e obrigado por seguir com a gente mais uma vez.

Um forte abraço, do Senhor Tanquinho.

  • Fernanda

    Parabéns pelo excelente trabalho de vocês! Continuem assim…sucesso!

  • Sonia Fernandes

    Gostei muito desse vídeo

    • Oi Sonia, boa noite

      Obrigado! Ficamos felizes em saber que pudemos ajudar :D

      Abraços!