21kg OFF Com Dieta Cetogênica — Marcela Conta Como Perder Peso Depois Da Segunda Gravidez

Marcela – FACETHUMB

Este post conta a história de superação da Marcela — que sempre foi acima do peso e que finalmente conseguiu emagrecer de maneira definitiva

Mesmo depois da segunda gravidez.

A Marcela ainda por cima mora nos Estados Unidos, onde ela conta que as tentações são inúmeras.

Porém ela descobriu uma maneira de emagrecer e de se manter magra com uma filosofia alimentar diferente do convencional.

E você pode conferir sua bela história abaixo.

Com vocês, a Marcela.

O Depoimento Da Marcela

Marcela 3.2

Meu nome é Marcela Martini, tenho 29 anos, sou campineira mas hoje moro em Houston, no Texas.

Eu sempre fui acima do peso.

No Brasil, o padrão de beleza é rígido, e eu nunca consegui me enquadrar.

Vim aos EUA pela primeira vez em 2009, para um intercâmbio de um ano.

Na época eu pesava 76kg (sendo que meço 1,70m).

Eu era considerada gordinha para os padrões do Brasil — mas nos Estados Unidos eu estava ótima!

Aqui o padrão de beleza é bem menos estrito e eu até que fazia sucesso com minhas medidas…rs

No entanto, no meu primeiro ano aqui, eu engordei horrores.

Fast food a preço muito baixo, donuts, e todas as “delícias” que conheci aqui me atacaram forte!

Meu intercâmbio começou em janeiro de 2009… e em dezembro, quando voltei pra casa, minha família me olhava de queixo caído de ver o quanto eu tinha engordado: foram mais de dez quilos!

Eu fiquei no Brasil por um ano antes de retornar aos EUA definitivamente.

Me casei no ano de 2010 e fiz de tudo para tentar emagrecer antes do casamento.

Perdi um pouco de peso — mas bem pouco.

Eu sempre fui muito ansiosa, e nas minhas crises de ansiedade eu apelava ao chocolate e ao pão.

O que eu não entendia é que, quanto mais açúcar eu comia, pior era minha ansiedade.

E vivi nesse círculo vicioso por vários anos ainda.

A mudança definitiva para os EUA foi bem difícil.

Apesar de eu já ter vivido aqui, agora era diferente.

Estava casada, meu marido não é brasileiro, foram muitas adaptações; e mais uma vez recorri ao açúcar para me “ajudar” a passar pela fase difícil.

Marcela 2.5

Entrei numa depressão (já tinha tido antes), na qual tomava remédios e comia muitos doces.

Eu me sentia cada vez pior com meu corpo.

No final de 2011, descobri que estava grávida. Eu pesava 90kg nessa época, e tinha muitos desejos de doce… e de pão!

Engordei cerca de 15kg até o final da gravidez.

Depois de dar a luz em 2012 fiquei pesando por volta de 100kg por 2 anos.

Tive depressão pós-parto, e mais uma vez recorria à comida para me “ajudar”.

Eu era fã da dieta de contar calorias — e ela funciona de uma certa forma, mas ainda assim não tive os resultados que procurava.

Quando minha filha completou dois anos, tivemos uma festa num parque aquático.

Fui comprar meu traje de banho e foi o dia que decidi que tinha que emagrecer.

Foi muito frustrante porque não conseguia achar nada que servisse bem… eu saí da loja aos prantos.

Fiz o que eu sabia para perder peso: a dieta das calorias, comer de 3 em 3 horas, comer vários grãos integrais, etc.

Eu me organizei e fiz um plano para perder 1 libra por semana (cerca de 450g).

No final de 3 meses consegui perder 7 quilos e me senti muito feliz.

Continuei nesse sistema de contar calorias por outro ano, e em 2015 consegui chegar a pesar cerca de 88kg.

Estava me sentindo bem e com bem menos crises de ansiedade, mas daí adivinha o que aconteceu: engravidei novamente!

Não foi uma gravidez planejada, e passei por momentos dificílimos durante ela…

E, como sempre, meu recurso era a comida: engordei 25kg até o final da gravidez!

Duas semanas depois do parto (que consegui ter normal e sem anestesia alguma), em abril de 2016, estava pesando 107kg (pois grande parte do peso é, além do bebê, a placenta e líquidos) e agora me vi novamente na mesma situação.

Marcela 2.2

Lá fui eu fazer a dieta dos pontos…

Ela funcionou por uns meses de certa forma, mas estava decidida a perder todo aquele peso antes do meu filho completar um ano.

Um belo dia, assistindo a um vídeo no Youtube me deparei com um vídeo intitulado “Como perder peso com dieta Cetogênica”.

Nunca tinha ouvido falar sobre essa dieta e, curiosa como sou, fui fuçar.

Ainda bem que sou curiosa, porque ao pesquisar a respeito da dieta cetogênica decidi tentar.

Estava aberta a qualquer coisa que pudesse me ajudar!

Nessa fase de pesquisa, descobri o site do Senhor Tanquinho, que foi um dos melhores recursos que encontrei, com listas completas de alimentos permitidos e não permitidos e receitas fantásticas!

Eu comecei a dieta cetogênica em novembro de 2016, e estava pesando 94kg na época.

Eu consegui perder mais de 12kg apenas contando calorias em 7 meses, mas ainda tinha muita gordura acumulada.

A dieta cetogênica foi difícil no começo, porque eu estava muito viciada em açúcar e pão.

E, nesse primeiro ano desde que tive meu segundo filho, passei por muitos problemas pessoais.

Mas, graças à dieta cetogênica, não me enterrei nos doces e nos pães e consegui controlar minha ansiedade de maneira incrível!

Hoje, em 2017, quase um ano após ter dado a luz, estou pesando 85kg.

Sendo que há um ano atrás eu estava pesando 106kg!

Desses 21kg, metade eu perdi com a dieta cetogênica…

E melhor ainda: com essa dieta, perdi muita gordura localizada.

Afinal, quem já teve filho sabe o estado que ficam nossas barrigas… rs

Especialmente depois do segundo filho!

Apenas para ter noção, eu estava usando calça tamanho 16 (no tamanho americano) há um ano atrás.

E hoje eu consegui comprar uma calça tamanho 10!

Marcela 1.1

Me chateei demais com profissionais que condenam a dieta low-carb e exaltam a mentira de que seu corpo vai ficar faminto e seu metabolismo vai ficar devagar, etc etc.

Quanta gente vive na mentira!

E o quanto eu acreditei nessas mentiras… é tão frustrante!

Mas é importante notar que não existe milagre: tudo é feito com esforço e determinação.

Porém, a dieta cetogênica é uma ferramenta poderosa para queimar gordura, e não é difícil de seguir.

A gente come coisas muito gostosas e satisfatórias.

Relacionado: Veja no vídeo abaixo uma lista de compras exemplo para a dieta cetogênica.

E, nela, eu não passo vontade nem de doces.

Graças às receitas maravilhosas do Senhor Tanquinho, faço sobremesas com o maravilhoso xilitol (gente, que negócio maravilhoso é esse?!), e já nem sinto mais vontade de pão (apesar de fazer algumas receitas de pães low-carb também.)

Também descobri o jejum intermitente, e nos dias que eu tenho meu dia do lixo (porque a gente convive em sociedade né, não dá pra ser a “diferentona” o tempo todo), eu uso o jejum para me ajudar a voltar a entrar em cetose.

Hoje eu passo em frente à padaria e nem tenho mais vontade de nada!

Sendo que aqui nos EUA é muito fácil comer porcaria.

Por exemplo, onde trabalho, quase todo dia tem brownies, donuts, e pães disponíveis para todos.

Todas as reuniões são regadas a refrigerantes e cookies.

Quase todo mundo tem uma cestinha com chocolates na mesa para os outros pegarem quando passam.

É muito difícil ignorar, mas minha vontade de emagrecer é muito mais forte que minha vontade de sucumbir.

Meus colegas de trabalho dizem que não entendem como posso ter tanta força de vontade, mas é porque eles não sabem tudo o que passei e o quão bem e feliz estou agora.

Minha ansiedade diminuiu muito e já não me enfio no chocolate como antes.

Mesmo assim, ainda quero perder mais 13,5kg para voltar ao peso que tinha antes de mudar pra cá.

As pessoas me falam que já perdi além do peso da gravidez, e que já estou bem.

Mas eu digo que agora me falta perder esse peso do “Tio Sam”!

Obrigada, Senhor Tanquinho, por me ajudar imensamente nesta jornada, que ainda não está perto de terminar… mas na qual eu sigo feliz, porque sei que vou alcançar meus objetivos sem ter que me sacrificar.


Da nossa parte, ficamos felizes e honrados de poder fazer parte desse processo, Marcela.

Parabéns pelos resultados incríveis, e saiba que estamos confiantes de que você vai atingir sua meta.

Esta foi a história da Marcela — que mostrou como é possível perder peso mesmo depois da gravidez — baseando sua alimentação em comidas nutritivas e altamente saciantes.

Você pode conhecer mais sobre a dieta cetogênica clicando aqui.

E aqui pode ver nosso material completo para te ajudar no dia a dia desse estilo alimentar — chamado Cardápio Fica Keto.

Ele conta com exemplos de refeições saudáveis baseadas nos alimentos permitidos da dieta cetogênica — e todos os detalhes que você precisa saber estão nesta página aqui.

Marcela 1

E você, tem uma história para contar?

Se sim, mande seu relato para [email protected] ou para [email protected] — porque ficaremos felizes de ler e compartilhar aqui no site para inspirar mais pessoas (assim como a Marcela acabou de fazer, ou mesmo como a Cintia e o Francisco já fizeram).

E, se não, clique aqui para conferir os 3 segredos psicológicos para garantir o sucesso na sua dieta — em qualquer estilo alimentar que você aderir.

Nos vemos na semana que vem!

Forte abraço,

– Guilherme e Roney