Os Únicos 2 Reais Motivos Pelos Quais Você Não Consegue Emagrecer – E o Que Fazer a Respeito

medidas - medir abdomen com fita metrica

“Senhor Tanquinho, Eu Quero Emagrecer!”

Certamente, essa é uma das frases que mais costumamos escutar. Porém, mesmo com tantas dietas e dicas para emagrecimento, o método exato de como emagrecer ainda permanece de certa forma misterioso para muitas pessoas.

E igualmente certo é o fato de que um emagrecimento de qualidade – isto é, um emagrecimento saudável e que resista ao teste do tempo (e completamente livre do temido efeito sanfona) – depende completamente da sua alimentação.

(Nesse ponto, vale notar que exercícios podem sim ser de grande valia. Todavia, sem um acompanhamento alimentar adequado, dificilmente você vai conseguir emagrecer como deseja. Já o contrário (emagrecer só mudando alimentação, sem exercício algum) é bem mais fácil de acontecer.

Por isso, podemos seguramente dizer que a nutrição é a maior alavanca para seu emagrecimento – ou seja, é o exato ponto que, se mudado, vai fazer a maior diferença nos seus resultados.

Sabendo disso, fornecemos de forma totalmente gratuita os melhores cardápios, receitas e listas de alimentos (e até uma planilha) para te ajudar a emagrecer com saúde e de maneira definitiva.

E, justamente por causa da importância da nutrição é que vamos aproveitar este artigo para explorar os dois únicos reais motivos que impedem as pessoas de emagrecer como gostariam e deveriam. E mais: ensinar como você pode utilizar uma ferramenta especial que resolve ambos os motivos de uma vez só.

Motivo #1 – Você Está Fazendo Algo Que Jamais Vai Funcionar (Pois Foi Enganado Por Toda a Sua Vida)

medidas - olhos ansiosos por ir a balanca

Muitas vezes, as pessoas tentam encontrar alguma forma de “se alimentar de maneira mais saudável”, porém sem saber ao certo o que seria essa alimentação. Então, elas começam a fazer escolhas que acreditam que são melhores, porém sem ter um real conhecimento de como essas novas escolhas impactam sua saúde.

Alguns exemplos clássicos são a mera substituição de alimentos como arroz, macarrão e biscoitos por seus equivalentes integrais, numa tentativa de impactar o emagrecimento por meio do ajuste do índice glicêmico. Porém, essa substituição não altera fundamentalmente a composição em macronutrientes (ou mesmo no total calórico) da dieta significativamente.

Outro, é a inclusão de alimentos orgânicos, que sem dúvida são mais  saudáveis por serem isentos de pesticidas e agrotóxicos. Porém, novamente essa resolução cai no mesmo problema anterior: é sim uma escolha mais saudável, mas dificilmente vai conseguir, sozinha, acelerar de maneira definitiva seu emagrecimento.

Um terceiro ainda seria uma exclusão de alimentos como a carne da sua dieta, com base em conceitos completamente errados como a ideia de que os humanos seriam herbívoros, ou devido ao fato de ela ser bastante calórica (o que já foi provado que não passa de mito).

Nesse caso, você realmente alterará a composição da sua dieta, porém vai acabar com uma alimentação pior do que a inicial, já que com isso perderá o perfil nutricionalmente rico da carne, aliado a sua elevada capacidade de saciar (te deixando sem fome por mais tempo), dentre inúmeros outros benefícios.

Ou seja, a mensagem que queremos salientar é a de que boas intenções, por mais que possam ser traduzidas em medidas fáceis de por em prática, não levam as pessoas muito longe… Ou, ao menos, não sozinhas.

E isso sem nem falar em dietas que encontramos pela internet ou em revistas, sem fundamento algum e baseadas num consumo irreal de pouquíssimas calorias diárias – algo que certamente não é sustentável ao longo prazo, e que fará mais mal ao seu corpo do que bem.

Porém, vamos supor que você realmente conheça uma dieta ou programa alimentar que tem eficácia garantida. E que é seguro de ser feito, pois foi elaborado por médicos e especialistas na área da saúde. Nesse caso, o que poderia dar errado?

É para responder isso que surge o motivo #2.

Motivo #2 – Você Está Seguindo Uma Dieta Que Funciona… Mas Não Para Você!

carne, saúde, emagrecer, saúde, mitos, mentira,

OK, vamos começar supondo que você descubra uma dieta ou programa alimentar que realmente funciona. Um sistema alimentar que promove o emagrecimento, elaborado por médicos e profissionais da saúde, trazendo com isso uma garantia de funcionamento que só a Ciência pode fornecer. (Por exemplo, as dietas que trazemos aqui no site)

Então, no caso dessa pessoa que obtém as informações corretas, com um método certo para emagrecer, poderíamos até pensar que ela já está praticamente magra… isto é, seria só questão de tempo até ela atingir o corpo de seus sonhos.

Porém, existem dois pontos que devem ser considerados, para não colocar em risco todo o processo de emagrecimento que ela seguiu e conquistou até aquele exato momento.

O primeiro ponto a ser considerado, embora de menor importância, é que algumas condições da dieta têm de ser simplesmente testadas e ajustadas individualmente.

Por exemplo, determinar a necessidade da eliminação parcial ou completa de alguns alimentos (ou mesmo nutrientes, como o glúten e a lactose) é um processo que deve ser feito e ajustado individualmente. Isso porque não existe um método simples e não invasivo para se determinar se existe algum benefício real na eliminação desses nutrientes.

Esse benefício varia de pessoa para pessoa, e a maneira mais acessível de se descobrir isso é simplesmente testando e experimentando pessoalmente. Outro ponto similar é o de saber quanta gordura realmente é muita gordura numa dieta baixa em carboidratos (dieta low-carb), conforme o Doutor Souto explicou neste artigo.

Portanto, esse ponto de ajustes individuais pode parecer pequeno, porém é importante que você possa estar ciente dele, uma vez que ignorar suas dificuldades e ajustes individuais pode ser bastante perigoso: como cada pessoa é (inclusive fisiologicamente) única, as reações a determinados protocolos, dietas ou alimentos também deve ser consideradas individualmente.

E o segundo ponto (e mais importante ainda) é justamente a principal razão pela qual as pessoas que emagrecem não conseguem manter o novo peso

Na verdade, esse é o mesmo motivo que faz as pessoas irem e voltarem do emagrecimento, permanecendo vítimas do efeito sanfona – mesmo com dietas saudáveis que funcionam.

Acontece que, por mais poderosa que seja a dieta, se ela não for adequada ao seu estilo de vida e preferências alimentares, há grandes chances de que você acabe largando a dieta.

E isso não é pessoal – muito pelo contrário.

Estudos com grandes populações mostram que essa permanência ou não na dieta é simplesmente o motivo #1 pelo qual as pessoas voltam a engordar depois de ter emagrecido.

E é por isso que dizemos que ignorar o lado psicológico na hora de escolher uma dieta é simplesmente o maior erro que você pode cometer se quiser emagrecer com saúde e de maneira sustentável no longo prazo. Tentar seguir dietas (por melhores que elas sejam) sem saber se elas se adequam as suas necessidades é praticamente uma receita para o efeito sanfona.

Na verdade, eu mesmo sofri demais com esse processo de efeito sanfona até descobrir uma dieta que funcionava perfeitamente com o meu estilo de vida (conto essa história no primeiro capítulo do meu livro, que você pode ler de graça clicando aqui).

Foi um processo sofrido, especialmente porque foi no processo de tentativa e erro, arrastando-se por anos e anos. Na época, não havia nenhuma ferramenta para ajudar as pessoas a encontrar o modo de alimentação correto para suas necessidades e preferências.

E falar desses pontos me faz lembrar uma curiosa história. A história de um homem que tinha um quadro.

O Martelo que Vai Te Fazer Emagrecer: Como Usar a Ferramenta Certa Pode Solucionar Seu Problema de Uma Vez Por Todas

construction-work-carpenter-tools

Era uma vez um homem, dono de um lindo quadro.

Esse homem havia recentemente se mudado para uma bela casa e, como parte da nova decoração, para se sentir melhor com a casa e deixá-la ainda mais bonita, queria colocar seu lindo quadro na sala, na parede bem de frente para a porta.

“Assim, todas as pessoas que entrarem na minha casa poderão ver a beleza desse quadro e ficarão felizes com ele”, pensou o homem.

Porém, havia um problema. Por mais que o homem amasse aquele quadro, e desejasse exibi-lo na parede, ele não tinha a menor ideia de como fazer para colocar tão formosa paisagem na parede – e isso o entristecia muito.

Certo dia, seu melhor amigo foi até sua casa. Eles eram excelentes amigos, e por isso sempre conversavam, e queriam o bem um do outro. O amigo sabia o quanto aquela meta era importante para o homem, e por isso sugeriu: “Colocar o quadro na parede não é difícil. Você só precisa de uma ferramenta.”

E passou a contar a história de conhecidos e parentes seus que haviam tido sucesso e conseguido pregar seus quadros.

Aquela conversa animou o homem, e dia seguinte ele foi até uma loja de ferramentas para se informar mais.

Conversando com o vendedor, descobriu que o que poderia fixar o quadro na parede era um prego, então logo tratou de adquirir um.

Porém, chegando em casa, o homem se deparou com um novo problema: agora ele sabia que precisaria do prego, porém como usar o prego de tal modo que o quadro ficasse na parede ainda permanecia um mistério.

Sem muitas ideias, tentou de tudo para fixar o quadro com o prego: primeiro com suas mãos, sem sucesso; depois dando chutes e pontapés no prego, porém não conseguia acertar o alvo…

Isso o desanimava, mas ele não estava pronto para desistir! Juntando toda sua força de vontade, passou a dar cabeçadas no prego, e viu que ele, aos poucos, conseguia penetrar a parede… Bem vagarosamente…

O homem então pensou: este é o caminho que devo seguir!

Dias começaram a se passar, depois semanas e depois meses, de lento progresso… A cada dia, ele ia vendo o prego entrar, aos poucos, na parede…

Era um processo extremamente exaustivo e doloroso, mas ele sentia enorme satisfação ao final do dia quando, mesmo com dores pelo corpo e por vezes até mesmo sangue escorrendo de sua testa, ele se via mais próximo de seu objetivo.

Porém, ele era humano.

E, como humano, sentia o sofrimento acumulando dentro de si…

Até que não aguentou mais as dores.

Desistiu.

E tentou se conformar com o fato de que jamais teria seu quadro pendurado conforme tanto havia sonhado.

O homem estava abalado, e conversou com seu amigo, contando sobre seu insucesso. O amigo, então, disse que traria uma caixa de ferramentas, pois alguma delas certamente poderia auxiliar o homem. Ele se reanimou novamente e, no dia seguinte, o homem estava com a caixa.

Ele não sabia muito bem por onde começar. Basicamente, testou de tudo… Havia chaves de fenda, alicates, tesouras… algumas claramente funcionavam melhor que outras. Algumas usavam como propaganda o fato de que “tal celebridade utilizou esta ferramenta e deu certo”.

Uma delas até levou o homem mais perto da sua solução, mas infelizmente ela entortava o prego – e o homem teve de começar tudo de novo.

E após diversas tentativas, já à beira de desistir… por sorte, o homem testou um martelo.

E, claro, era a ferramenta que faltava.

Então, com o martelo, isto é, com a ferramenta certa (e um pouco de trabalho focado), ele conseguiu pregar seu quadro – e finalmente foi feliz.

O Homem, O Quadro, O Martelo E A Dieta – O Que Podemos Aprender

light, diet, zero, fit, alimentos, dieta, o que é, saúde

O que podemos aprender com essa história? Será que há alguma lição que se aplica ao processo de emagrecer?

Em primeiro lugar, aprendemos que determinação e força de vontade são fundamentais para quem quer atingir o sucesso – em qualquer empreitada.

Em segundo lugar, aprendemos que, por mais que esses elementos sejam fundamentais para atingir o sucesso, eles certamente não são suficientes sozinhos.

Por exemplo, mesmo com toda a força de vontade do mundo, o homem não conseguiu pregar o quadro na parede só com cabeçadas. Ele precisou da ferramenta.

Ainda existem diversas outras lições a serem tiradas dessa curta história: por exemplo, a importância do apoio dos amigos (o amigo incentivou o homem em seus momentos de desespero), ou mesmo o valor do conhecimento (pois sem saber que era possível, ou sem conhecer a importância de se usar uma ferramenta, ele jamais teria conseguido), dentre muitas outras. Porém, quero salientar uma em especial: a importância de usar a ferramenta certa.

Afinal, vimos que a ferramenta é importante. Porém, mesmo munido de uma caixa repleta delas, o homem ainda levou um tempão para achar a única que poderia resolver seu problema. Isso quer dizer que as outras ferramentas na caixa eram inúteis?

Certamente não: pois sabemos que chaves de fenda, alicates, tesouras… todas essas são ferramentas extremamente úteis em seus respectivos contextos. Sem elas, muitas pessoas seriam impossibilitadas de realizar adequadamente seu trabalho. No entanto, para aquele caso específico do homem, apenas uma ferramenta era a correta, para ele, naquela situação.

E agora, vamos dar um passo mais adiante nessa história: feche os olhos por um momento e imagine como foi a trajetória desse homem, que tinha o sonho de pregar o quadro, para embelezar e melhorar sua casa.

Agora, imagine o seguinte:

  • O homem é você;
  • O quadro é seu emagrecimento;
  • A casa (que deve ser decorada para ficar o melhor possível) é a sua vida.

E, se quiser, releia a história. Você perceberá que é o protagonista (homem) da busca por atingir um corpo mais saudável e bonito (fixar o quadro na parede), de modo a deixar sua vida (casa) ainda mais bonita e completa – afinal, é inegável que sua vida trará mais satisfação quando você atingir a saúde, a disposição, e o corpo que deseja. Tanto você quanto aqueles que te querem bem (amigos, parentes, amores) ficarão felizes.

E, se quisermos ir ainda mais fundo na comparação, veremos que as ferramentas são as dietas que podemos usar. Isso casa bem com a realidade do que falamos, em que iniciativas de “se alimentar melhor”, mas sem o conhecimento de como seriam as medidas práticas para isso equivalem a tentar pregar o quadro com a cabeça: até podem funcionar, mas será mais sofrido, lento e doloroso do que se utilizasse uma ferramenta.

Então, você pode visualizar o site como uma ampla caixa de ferramentas: todas as ferramentas contidas nessa caixa são eficazes e eficientes. Isto é, as dietas que trazemos são comprovadamente úteis.

Todavia, se você prestou atenção até agora, deve estar se perguntando:

“Mas Senhor Tanquinho, vimos que não basta ser uma ferramenta boa – é melhor utilizar a ferramenta certa! Como eu descubro qual a dieta certa para mim?”

E é com a resposta dessa pergunta que chegamos a nossa última seção.

Como Solucionar O Problema De Escolher Dieta E Emagrecer De Uma Vez Por Todas

carne, saúde, emagrecer, saúde, mitos, mentira,

Se você chegou até aqui, imagino que saiba a importância de resolver os motivos #1 e #2, que são na realidade os únicos dois que te impedem de emagrecer de maneira duradoura.

Para resolvê-los definitivamente, nós elaboramos um produto que ataca ambos os motivos:

Motivo #1 – A Dieta Não Funciona (Ou: Não Tenho Ferramentas Boas)

Esse problema foi resolvido ao selecionar apenas as melhores dietas para compor a “caixa de ferramentas” – isto é, apenas as ferramentas que são as melhores para as situações consideradas. Desse modo, qualquer dieta que sairá como resultado será um método que, se aplicado, trará os resultados desejados. Todas têm resultado garantido.

Motivo #2 – A Dieta Não É A Certa Para Você (Ou: A Ferramenta Não É A Certa Para Sua Situação) 

É aí que entra a inovação do Senhor Tanquinho: Escrevemos um livro, direto e objetivo, relatando as práticas corretas para se atingir resultados incríveis.

Porém, mais importante ainda, nós elaboramos um poderoso Teste Definidor de Dieta que, com informações detalhadas sobre seu estilo de vida, consegue apontar a dieta certa para você. Como isso funciona: baseado nas suas respostas a 10 simples perguntas, uma planilha (que nós mesmos criamos e refinamos) realiza todos os cálculos necessários para determinar qual a dieta mais certa para você.

Isto é, a dieta que vai te levar aos resultados que você deseja, da maneira mais simples e sem sofrimento possível. A partir daí, basta seguir as dicas e cardápios que vêm de bônus (completamente gratuitos) e vai emagrecer se alimentando – sem passar fome, e com saúde.

Assim, você tem a garantia de emagrecer com esse inovador produto que, ao longo de meses e meses de muito trabalho, suamos para desenvolver. Você não tem risco. Veja como funciona o sistema de garantia à prova de falhas.

Se quiser saber mais, você pode clicar aqui para baixar o primeiro capítulo de graça.

E, por enquanto, quero convidar você para embarcar conosco nessa nova jornada de emagrecimento, deixando para trás a era assustadora da tentativa e erro. Chega de “jogar roleta russa” com a sua saúde.

capa landing

É chegada a era de atingir seus objetivos. De “decorar a casa” e deixar sua vida com mais saúde, autoestima e disposição. Chega de adiar seus sonhos – é hora de atingir seus objetivos.

Estamos juntos nessa jornada, combinado?

Visite essa página agora e saiba mais informações sobre esse projeto.

Até o próximo artigo!