Podcast #109 — Protetor Solar, Melhores E Piores Produtos Para A Saúde Da Sua Pele Com A Dra. Noemy

O “skin care” de verdade, o autocuidado da pele, inclui movimento, atividade física, sono e alimentação: porque tudo isso influencia.”

Hoje em dia, vemos cada vez mais pessoas preocupadas com a saúde da pele.

Rotinas elaboradas de skin care, cheias de produtos (hidratantes, esfoliantes, cremes anti-idade, dentre outros) são cada vez mais comuns.

Alguns produtos funcionam sim — e outros não vão fazer muita diferença.

E, neste episódio, a dermatologista Dra. Noemy Ueno vai falar tudo sobre cuidados para a pele — de cremes a protetor solar, passando por hábitos alimentares, e muito mais.

Por isso, escute este podcast com atenção para saber tudo sobre:

  • comida, exercícios, sono — o que isso tem a ver com a sua pele,
  • o que é útil (e o que é inútil) nas rotinas de “skin care”,
  • quais produtos para a pele são inofensivos — e quais você não deveria usar sem acompanhamento de jeito nenhum,
  • pontos de atenção com relação aos protetores solares
  • usar protetor solar pode atrapalhar a produção de vitamina D?
  • regras práticas para uso de protetor solar — quando usar e quando não usar,
  • como avaliar risco e retorno de qualquer intervenção
  • creme anti-idade funciona? quais produtos são realmente úteis,
  • quais os erros mais comuns de quem tenta cuidar da pele,
  • comer muita gordura piora a acne?
  • qual é a exata rotina de skin care e saúde da Dra. Noemy Ueno,

e muito, muito mais.

iTunes | Google Podcasts | Stitcher | Spotify | YouTube

Siga a Dra. Noemy no Instagram  https://www.instagram.com/noemyueno/ 

(Aproveite e siga a gente lá no @senhortanquinho: https://www.instagram.com/senhortanquinho/ )

Abaixo você encontra nosso agradecimento aos apoiadores que possibilitam este projeto ser um sucesso.

E também a transcrição completa do episódio.

Para ser avisado de novos episódios, lembre-se de nos seguir no email e no canal do Telegram.

Tem episódios novos todas às segundas e sextas-feiras.

Obrigado Aos Apoiadores Do Podcast

Bem-vindo a mais um podcast do Senhor Tanquinho. 

Somos Guilherme e Roney, e aqui a nossa missão é deixar você no controle do seu corpo. 

Antes de irmos ao episódio em si, queremos agradecer aos apoiadores que tornam este projeto possível.

Apoiador #1 — Loja Online Tudo Low-Carb

Este podcast é um oferecimento da loja online Tudo Low-Carb

A Tudo Low-Carb é uma loja que vende somente produtos que se encaixam numa dieta low-carb e cetogênica

Lá você vai comprar de tudo, desde farinhas low-carb até adoçantes como xilitol, eritritol, e estévia.

Além de temperos e produtos naturais, feitos com comida de verdade. 

Nós conhecemos pessoalmente Eliana, fundadora da loja.

E ela nos garantiu que monitora constantemente os valores para que a Tudo Low-Carb tenha os melhores preços dos adoçantes xilitol, eritritol e da farinha de amêndoas.

Então, se esse é o seu caso, se você quer comprar ingredientes para receitas low-carb, recomendamos acessar a Tudo Low-Carb — porque lá é garantido que você vai encontrar. 

Apoiador #2 — Medidor de cetonas Uaiketo

Esse podcast também é um oferecimento do Uaiketo — e o que é o Uaiketo? 

O Uaiketo é um aparelhinho que serve para medir o seu nível de cetose através do hálito. 

A gente achou muito interessante esse aparelho porque você pode saber o seu nível de cetose sem ter que furar o seu dedo ou fazer um exame de sangue para isso. 

É um aparelho realmente revolucionário no mercado — e o mais legal é que o Uaiketo é uma tecnologia 100% brasileira. 

O Iago, criador deste aparelho, entrou em contato com a gente, e a gente achou super legal divulgar essa iniciativa —  é por isso que hoje o Uaiketo é um dos patrocinadores aqui do podcast. 

A gente recomenda que você conheça esse aparelho, se a sua intenção é saber o seu nível de corpos cetônicos. É só acessar o uaiketo.com.br.

Apoiador #3 — Alunos dos nossos Livros, Cursos e Treinamentos.

Manter o site, canal do Youtube, redes sociais, podcast, email, telegram, etc…  é um trabalho em tempo integral.

E só conseguimos nos dedicar a ele graças ao apoio de nossos alunos e clientes.

Isto é: todas as pessoas que investem em si mesmas e participam dos nossos livros, cursos e treinamentos.

Ao participar de algum de nossos materiais, além de você acelerar drasticamente a jornada para o seu sucesso, você também apoia e ajuda a manter o trabalho que fazemos aqui no Senhor Tanquinho.

E, se você acha nosso material gratuito muito bom… espere até conhecer o material Premium.

Conheça nossos livros, cursos e treinamentos

Transcrição Completa Do Podcast Com A Dra. Noemy Ueno

https://youtu.be/2Q5xcl2uKXI

Guilherme – Olá Tanquinhos, olá Tanquinhas sejam muito bem-vindos a mais um episódio do nosso podcast. 

Hoje recebemos novamente a médica Noemy Ueno, para falar sobre pele e alguns assuntos polêmicos. Tudo bem, Noemy?

Noemy Ueno– Tudo ótimo. Com vocês tudo bem? 

Roney – Por aqui tudo bem também, Noemy. 

A gente já gravou outra vez com a Doutora Noemy, já faz um tempinho. A gente resolveu chamar ela para falar sobre novos assuntos. No primeiro episódio com ela, falamos principalmente sobre pele, sobre acne, dermatites, e alergias

Mas hoje a gente vai ter uma abordagem um pouquinho diferente. 

Noemy, em primeiro lugar a gente gostaria que você falasse um pouco para a gente a respeito da relação entre comida, exercícios e sono, como esses fatores podem influenciar ou não a saúde da nossa pele. 

Comida, Exercícios, Sono — O Que Isso Tem A Ver Com A Sua Pele

Noemy Ueno – Influencia totalmente. Todos esses fatores estão interligados.

A pele é um dos órgãos do corpo humano, na verdade, em termos de área é o maior órgão do corpo humano, se a gente esticasse a pele, a gente teria cerca de 2,5m² de área, de superfície. 

A pele, como é parte do corpo, está totalmente interligada com todas as funções. 

Então, por exemplo, se você dorme mal você vai ficar com uma saúde ruim, você tende a ficar no dia seguinte mais ansioso, isso pode piorar doenças de pele. 

Assim, como o contrário também, você tem uma doença de pele você as vezes fica mais ansioso, você fica preocupado, você dorme mal por conta dos sintomas, tem muitas alergias, por exemplo, dão muita coceira e isso incomoda, lesões inflamadas, doem e essa dor e incômodo atrapalham o sono e a pessoa acaba dormindo mal. Então está tudo interligado. 

O fato de a pessoa ser sedentária ou não também. 

Eu costumo falar que o meu “skin care” os cuidados da pele, o autocuidado da pele, inclui movimento, atividade física, porque tudo isso influencia. 

Quando você não pratica nada, você fica com a bunda enfiada no sofá o dia inteiro e você não vê a luz do dia, fica trancafiado em ambiente fechado você literalmente vai enferrujando, isso influi na saúde da pele. 

Então está tudo interligado. 

O Que É Útil (E O Que Não É Útil) Nas Rotinas De “Skin Care”?

Guilherme – Excelente, Noemy. 

Com certeza os hábitos influenciam demais na saúde da nossa pele. Assim como tudo em nossa vida. 

Você usou a palavra “skin care” uma palavra que está bastante na moda e as pessoas muitas vezes fazem rotinas elaboradas de “skin care”, com vários e vários produtos. 

O que é realmente útil e o que não é útil quando a gente fala dessas rotinas de “skin care”? 

Noemy Ueno – Está muito na moda. 

Está tudo bem se a pessoa gosta de um ritual de 530 produtos de manhã, tarde e noite como sequência interminável de cremes, loções e adstringentes tudo bem, só que isso na maior parte das vezes é desnecessário. 

Então mais uma vez: se a pessoa tem um estilo de vida saudável e se alimenta bem de preferência com comida de verdade, se movimenta e tem hábitos bons, não fuma, não bebe, medita e faz atividades físicas e tem relações boas com as pessoas, relações pessoais, na maior parte das vezes você não precisa passar esse monte de coisas de cremes e loções. 

Se a pessoa tem uma saúde boa, em geral não precisa de nada. 

Aí tem algumas situações particulares aí se faz sentido usar algum produto. 

Então, por exemplo, uma das coisas que são mais prescritas é o protetor solar. 

Protetor solar eu vejo assim: existem pessoas que precisam usar, e a maioria das pessoas não precisa usar o tempo todo. 

Quem precisa usar?

São aquelas pessoas, por exemplo, que estão em algum tratamento dermatológico e estão fazendo tratamento com laser, pines, essas pessoas precisam usar protetor solar por um tempo, uso temporário. 

Pessoas que têm problemas de pele que pioram com o sol, por exemplo, Melasma, pacientes com doenças autoimunes como Lúpus eritematoso, essas pessoas precisam usar protetor solar o tempo todo, para sempre, uso contínuo. 

A maior parte das pessoas não precisa usar o tempo todo como se costuma falar por aí. Mas essa é a minha visão particular. Por quê? A maior parte das pessoas estão a maior parte do tempo dentro de ambientes fechados. 

O que eu oriento é se a pessoa for tomar muito sol e não está acostumada a tomar sol

Vamos supor, vamos imaginar que ela vá para Chapada dos Guimarães que é aqui perto de onde eu moro, e vai passar o dia, vai passear, vai ver as cachoeiras e tal. 

Essa pessoa precisa usar protetor solar, porque de fato o protetor solar vai ajudar na prevenção de queimaduras solar. Aí sim faz a diferença. 

Quando está numa situação do dia a dia, por exemplo, a pessoa só vai até a esquina e está pertinho de casa, eu não vejo tanta necessidade de passar protetor solar se ela é saudável, não tem nenhum problema de pele e nenhum problema de se expor alguns minutos ao sol. 

Nesse caso eu oriento só proteção física “chapéu, boné, óculos escuros” se ela não gosta de claridade. Pois a própria roupa já protege bem para esses trajetos curtos não tem problema nenhum. 

Agora tem alguns outros produtos, por exemplo, hidratante, a maioria das pessoas não precisa. 

Existem alguns grupos de pessoas que precisam usar hidratante, são pessoas que têm uma pele seca, problemas de pele como dermatite, diabéticos, pessoas que têm hipotireoidismo deixa a pele muito seca, essas pessoas sim precisam usar hidratante sempre, uso contínuo. 

Então eu acho que a gente tem que individualizar a pessoa e ver quais as reais necessidades dela. 

Não ficar prescrevendo e incentivando o uso de um milhão de coisas para todas as pessoas. 

Eu acho que isso é mais uma questão de marketing, vendas e consumismo de você criar necessidades que não existem. 

Produtos Prejudiciais E Inócuos À Saúde Da Pele

Guilherme – Certo. Nesse contexto, têm produtos que são no geral inúteis como você falou. Mas têm alguns produtos que podem ser maléficos para as pessoas — ou eles só não fazem nada, são inócuos? 

Noemy Ueno – Aí a gente vai ter que dividir em dois grandes grupos. 

Existem aqueles produtos de venda livre que você não precisa de receita, são os cosméticos em geral: adstringentes, sabonetes, hidratantes, aqueles ditos antes não sei o que, antioxidante, “anti isso e anti aquilo”, esses de vendas livres que não precisam de receitas. 

Esses em geral não têm grandes problemas, porque como são de venda livre, eles têm que ser no máximo possível isento de problemas, porque a indústria não tem como controlar isso. 

Então o malefício é muito pequeno, o risco é muito pequeno de algum efeito. 

Agora, ao contrário de produtos que exigem uma receita médica e acompanhamento médico como cremes para tratamento, esses são considerados medicamentos, então eles têm um certo risco de efeitos colaterais também. 

Justamente por isso que precisam de acompanhamento médico, orientação e receita médica. Porque a pessoa precisa saber quais são esses efeitos colaterais e saber o que fazer quando acontecer. 

Então são esses dois grandes grupos: os cosméticos de venda livre que quase não tem efeitos e são isentos de efeitos colaterais. Mas por outro lado não tem grandes efeitos terapêuticos, não faz tanta diferença assim. E existem os medicamentos que exigem acompanhamento médico, orientação médica e receita médica. 

Pontos De Atenção Com Relação Aos Protetores Solares

Roney – No ponto dos protetores solares que você falou na resposta anterior, com o que as pessoas devem se preocupar ou devem ficar atentas na hora de comprar um protetor solar? Tem algum tipo de especificação que deve ser levado em conta ou isso também varia caso a caso? 

Adicionalmente a essa pergunta, se a pessoa usa muito protetor solar o tempo todo, seja porque falaram que era para ela fazer isso ou seja por problema de saúde, ela vai ter uma necessidade maior de suplementação de vitamina D

Noemy Ueno – É importante a qualidade do protetor solar, comprar de uma marca boa, de laboratório bom e conhecido. 

O que tem que se atentar é o número que aparece na embalagem que é o FPS – Fator de Protetor Solar. 

De forma geral, o ideal é que se use com FPS 30 pelo ao menos, de 30 pra cima. Aí tem algumas pessoas que vão precisar usar o fator mais alto. 

O que é esse FPS – Fator de Proteção Solar? É o grau de proteção solar. Para fazer esse cálculo a gente pega o tempo em que a pessoa aguenta ficar até dá eritema que é vermelhidão com protetor solar em relação ao tempo que leva para pessoa ficar vermelha sem o protetor solar. 

Então, por exemplo, o FPS 30 seria esse tempo de 30 vezes mais que a pessoa aguenta ficar sem a vermelhidão sem o protetor solar. Não sei se ficou meio confuso, não sei se deu para entender. 

Guilherme – Acho que deu sim. É uma função de quanto tempo a mais que ela consegue ficar no sol, comparado à exposição sem protetor. Não é isso? 

Noemy Ueno – Isso, exatamente. Então o FPS 30 é o mínimo que é recomendado. Aí dependendo da pessoa, tem gente, por exemplo, que não gosta de coisas oleosas, gordurosas na pele, aí é indicado um com veículo, aí a pessoa tem que ver o veículo mais adequado. 

Tem aqueles protetores que vem escrito veículo toque seco, oil free ou então o oil control que são mais veículos mais sequinhos para não deixar a pele melequenta. 

Protetor Solar X Vitamina D

Roney – Passando protetor solar elas vão ficar impedidas de ter os benefícios do sol de forma geral, elas têm maior necessidade de suplementação da vitamina D, e como funciona isso? 

Noemy Ueno – Em termos gerais, quando a pessoa usa protetor solar ela impede parcialmente a radiação ultravioleta na pele. 

Mas esse bloqueio não é completo, ele bloqueia parcialmente só. Então não impede totalmente a produção de vitamina D pela pele. Ela fica um pouco prejudicada sim, fica prejudicada, mas não totalmente. Geralmente não precisa de suplementação. 

O que eu oriento para as pacientes, pacientes em geral é o seguinte: quem precisa usar protetor solar, porque precisa ou por questão que ela tem uma preocupação com envelhecimento e não quer ter muita mancha, eu oriento então ela passar o protetor solar na áreas mais suscetíveis — que são rosto, pescoço, orelhas, os dorsos das mãos, os antebraços e deixar uma outra área menos suscetível exposta, porque qualquer área do corpo, qualquer área da pele é capaz de absorver ultravioleta do sol e sintetizar vitamina D. 

Então, por exemplo, ela pode dar uma caminhada com uma bermuda aí fica com as pernas expostas e o resto ela fica coberta, as áreas mais sensíveis que são rosto, pescoço, mãos e antebraço ela usa protetor nessas áreas e deixam uma outra área exposta. 

Protetor Solar: Existem Grandes Diferenças Entre As Marcas?

Guilherme – Certo, então existem soluções nesse sentido a pessoa continuar tendo os benefícios da exposição solar sem queimar a pele toda. 

Noemy, quando a gente fala de protetor solar a gente ouve bastante por aí dizer sobre diferentes tipos de protetores ou talvez alguns ingredientes, compostos que talvez não seriam tão bons para nós. 

Existe realmente algo a mais além do FPS, do laboratório que a gente mencionou para ficar atento, as pessoas têm que ler os rótulos dos protetores solares assim como elas leem dos alimentos que consomem ou isso é um mito? 

Noemy Ueno – Eu acho que não tem necessidade assim, a não ser que uma pessoa já saiba que é alérgica a determinado composto, aí ela vai ter ler o rótulo. 

Porque o protetor solar, além dos princípios ativos que são responsáveis pelo bloqueio ultravioleta, tem outros componentes: conservantes, às vezes têm fragrâncias, tem o veículo e tal. 

Agora, tirando esse caso em particular, a questão é a seguinte: a grande maioria dos protetores solares têm quase sempre os mesmos compostos, sempre são uma combinação deles. 

Tem todos os nomes estranhos: avobenzona, octocrileno e homosalato são todos esses nomes químicos estranhos. 

O que acontece é o seguinte: de vez em quando como aconteceu em 2019 e 2020 que saíram alguns artigos sobre esse tema protetor solar, aí isso causa um furor momentâneo. 

Esses estudos foram publicados numa revista, acho que no JAMA, uma revista grande, de grande circulação, revista científica

Foram publicados artigos mostrando que essas substâncias usadas nos protetores solares foram encontradas no sangue das pessoas, dos voluntários que participaram desses estudos numa concentração acima dos recomendados pelo FDA que é órgão americano, o correspondente da ANVISA aqui no Brasil. 

Isso sempre levanta algumas preocupações quanto a possíveis prejuízos à nossa saúde. O que a gente tem de dados? 

Esses estudos foram feitos com uma mostra pequena. 

Então em 2019 foram 24 pessoas. Em 2020 eles publicaram outro estudo com 48 pessoas. O mesmo grupo de pesquisadores. Então é um grupo pequeno, não dá para concluir muita coisa. 

O fato dessa substância ser encontrada no sangue acima das recomendadas também faz a gente ficar na dúvida se isso traz alguma consequência para a saúde. Não se sabe. 

Só para complementar, olha só como foram feitos esses estudos: eles pediram para os voluntários usarem protetor solar e 75% da área corporal que é bastante, quatro vezes por dia, durante quatro dias. Esse é o estudo. 

Comparando com a realidade, a grande maioria das pessoas não usa esse tanto de protetor solar nessa área toda. 

Male e male as pessoas passam no rosto e olhe lá. 

Mal e mal vai passar uma vez. A grande maioria das pessoas não vai ficar passando quatro vezes por dia. Essa quantidade, nessa área grande. 

Então essa concentração, esse achado dessas substâncias no sangue vieram desse estudo. Aí, extrapolando para realidade, eu acho que fica uma lacuna, porque a realidade não é assim. 

A maioria das pessoas não usam nessa área toda. 

Então talvez o que foi encontrado no sangue em altas concentrações seja por causa da quantidade que foi usada de protetor solar. 

Aí tem outros dados e estudos em animais, em peixes, em ratos, estudos in vitro lá no laboratório. 

Aí têm alguns estudos que mostraram que várias dessas substâncias encontradas nos protetores solares causaram alterações hormonais, alterações nos órgãos reprodutivos desses animais. Isso são estudos em animais. 

Agora, por outro lado, há outros estudos que não encontraram nenhuma alteração. 

Aí eu levanto a hipótese que talvez a quantidade que eles usaram de protetor solar nesses animais seja uma quantidade absurda.

Eu não sei, não sei avaliar esses estudos. Por isso que tem essa discrepância do estudo que encontrou que é prejudicial e estudo que encontrou que não é prejudicial em animais. 

Existem alguns estudos em seres humanos que encontraram também essas substâncias protetoras solares na urina e no leite materno também. 

Agora qual é a consequência disso ninguém sabe para saúde humana. 

Se isso é prejudicial, se isso vai causar algum problema, alguma doença, se vai matar mais, se vai causar alguma alteração hormonal ninguém sabe. 

Então eu acho que a gente tem que pesar sempre as duas coisas, qual é a relação risco-benefício

Porque tem pessoas como eu falei lá no início que precisam do protetor solar. 

Então essa celeuma de que protetor solar é tóxico, que faz mal, eu acho um pouco exagerado. Por conta disso. 

Pelos estudos que têm até agora nada é conclusivo para seres humanos. A gente não sabe exatamente qual é a consequência na nossa saúde. 

Regras Práticas Para Uso De Protetor Solar

Roney – Então, Noemy pelo o que você falou deu para perceber que é um campo ainda precisa de respostas mais conclusivas. Mas haveria algum tipo de regra prática? 

Porque é igual você falou: se a pessoa for ficar o dia inteiro exposta no sol bem forte, provavelmente vai ser melhor ela passar protetor do que não passar. 

Por outro lado, se ela for ficar o dia inteiro dentro de casa, um dia de chuva, provavelmente ela não precisa passar nada. 

Agora se for sair no sol e dar uma caminhada de meia hora aí talvez dependendo do caso também não vai precisar passar nada, talvez seja até saudável pegar um pouco desse sol de vez em quando. 

Noemy Ueno – É possível sim. 

Para maioria das pessoas o que eu noto é se ela tiver uma alimentação boa de comida de verdade, ela já tirou esses produtos industrializados cheio de açúcar, farinha e gordura sintética ela já está bem melhor do que antes, ela está com o corpo menos inflamado, com menos estresse oxidativo. 

Então a pele também passa a tolerar mais o sol. 

Aí talvez não precise tanto de protetor solar e você tem razão. Mas aí depende muito também… 

Existem variações individuais, mas em geral nesse caso que você citou vai dar uma caminhada de meia hora e a pessoa já é saudável, já está tolerando mais, a pele está bem mais tolerante, ela está desinflamada, possivelmente não vai ser tão necessário assim passar protetor solar. 

E aí talvez com o uso de acessórios ela já está bem segura. 

Então, por exemplo, chapéu, boné, roupas, mesmo roupas de mangas cumpridas, já protege bem. 

Como Avaliar Risco E Retorno De Qualquer Intervenção

Guilherme – Excelente, Noemy. Às vezes a gente fica muito obcecado pensando nos protetores e outros produtos e esquecem dessa proteção simples que é roupa, chapéu, esse bloqueio realmente físico pode ajudar bastante. 

Gostei muito de algo que você falou que foi no sentido de avaliar o risco e retorno das intervenções é algo que eu acredito que tem ser levado em conta sempre. 

Eu gosto muito de uma analogia que diz que é como se a gente fosse tentar pegar uma moeda no meio da rua.

Às vezes o possível retorno é uma moeda de ouro, uma moeda que vale a pena a intervenção, dependendo do risco dela.

Às vezes é uma moeda de 0,10 centavos que não vale muito. 

Às vezes o risco é ser atropelado por um ciclista (impacto baixo) — e às vezes é ser atropelado por um caminhão (alto impacto). 

Então é interessante a gente avaliar essas duas facetas sempre que a gente for falar com certeza o potencial e o risco dos protetores solares que parece que não está muito claro.

De toda forma, parece que não seria tão grave quanto, por exemplo, o risco de você ficar todo queimado de sol se for ficar o dia inteiro exposto. 

Então é interessante colocar essas coisas em perspectivas para poder tomar suas decisões. 

Noemy Ueno – Exatamente. Você falou bem. Porque as coisas não são “tudo ou nada” como as pessoas tendem a pensar. 

O nosso cérebro sempre tende a pensar ou tudo ou nada. Oito ou oitenta. 

No caso do protetor solar é como se fosse jogo de futebol, ou você torce para um time ou você torce para outro time. 

Ou você prega que você tem que usar protetor o tempo todo, todo mundo precisa de protetor solar o tempo todo. 

O time contrário não: o protetor solar não presta, é tóxico, faz mal e ninguém pode usar, ninguém deve usar. 

São dois pólos opostos. 

A realidade é que existem muitas nuances dentro desses dois polos e a gente tem que individualizar. Isso que você falou a gente tem que pesar riscos e benefícios. 

Creme Anti-Idade Funciona?

Roney – Perfeito, Noemy. Acho que a gente abordou bastante essa questão dos protetores solares. 

Agora a gente queria perguntar sobre outros tipos de cremes que a gente vê o pessoal usando por aí. 

Por exemplo, os cremes anti-idade e os cremes esfoliantes são dois que a gente vê bastante gente usando. 

A gente queria saber o que você acha sobre eles, se tem diferenças entre vários tipos de cremes anti-idade, vários tipos de esfoliantes para o que ele serve. Se podem ser úteis ou se não são. 

Noemy Ueno – Olha, tem coisas que funcionam mesmo e eu gosto muito de usar. Uma das substâncias é chamada ácido retinóico ou tretinoína, que é para usar em creme ou loção. Uso tópico, uso externo na pele. 

É um medicamento, precisa de receita, precisa de acompanhamento médico, precisa de orientação. 

Porque tem um jeito certo de usar, existem várias porcentagens. Aí tem que individualizar o uso. 

Eu gosto muito, porque esse sim tem o efeito anti-idade

Claro que o efeito não é imediato, é a longo prazo. 

Ele melhora, ele estimula a produção de colágeno pela pele, ele tem efeito esfoliante, então você aumenta a renovação da pele, aí com isso você consegue melhorar o aspecto da pele, melhora a textura da pele. 

Ela fica mais, vamos dizer assim, rejuvenescida. 

Claro que não vai fazer milagre nenhum, mas ajuda bastante sim. 

Ele pode ser usado também para algumas situações, algumas doenças como acne porque além disso ele tem o efeito anti acne, ele tem efeito anti-inflamatório, então ele é muito bom para acne. 

Mas precisa de acompanhamento médico, precisa de receita médica, não pode sair por aí usando de qualquer jeito porque ele tem alguns efeitos colaterais. 

Ele tem efeito irritante, ele arde, pode deixar a pele mais sensível, vermelha, a pessoa tem que saber usar. 

Uma outra substância de uso tópico também que funciona é a vitamina C. Também já tem vários estudos mostrando os benefícios da vitamina C. 

A vitamina C tem o efeito anti envelhecimento, tem efeito clareador, o efeito clareador para alguns tipos de mancha melhora. 

Também tem que individualizar, tem que saber a porcentagem da vitamina C que é indicada para cada pessoa. 

Também tem certos efeitos colaterais: arde e pode dar um pouquinho de ardor e queimação na pele no começo do tratamento. 

Também isoladamente… Assim tudo que eu estou falando isoladamente não vai fazer grandes diferenças.

Essas são estratégias que funcionam, mas elas isoladamente não vão fazer nenhum milagre. 

Eu costumo falar que o “skin care” começa com estilo de vida saudável

Então primeiro de tudo você tem que fazer o básico bem feito: alimentação, controle do estresse, dormir bem, se movimentar. Essa é a base. 

Aí essas estratégias pequenas de usar ácido retinóico, usar hidratante, usar vitamina C, são pequenas estratégias que se somam, mas elas sozinhas não vão fazer grandes efeitos. 

Os Maiores Erros Dos Pacientes

Roney – Perfeito, Noemy. Legal que você termina falando sobre alimentação e estilo de vida, porque se não as pessoas ficam achando que qualquer tipo de creme que elas usam é aquela pílula mágica para pele. 

Assim como elas acham que inserir determinado tipo de alimento na dieta vai ser a pílula mágica para elas emagrecerem. 

Só que o corpo funciona como um todo. 

Então se a gente ajeita a nossa alimentação, nosso estilo de vida, sono e exercícios a tendência é o corpo melhorar como um todo também e isso vai acabar se refletindo na pele de alguma maneira. 

Agora uma pergunta mais na sua prática clínica Noemy, qual  você percebe que são os maiores erros, maiores enganos as pessoas chegam até você no consultório ou uma consulta online? 

Noemy Ueno – Deixa eu pensar aqui. Tem vários erros. Uma coisa que eu percebo é muito comum as pessoas focam muito nos vegetais, elas acham que uma alimentação saudável é baseada em frutas, muitas frutas, muitas verduras, muitas saladas e elas tem que diminuir a carne. Principalmente a carne vermelha. 

Essa na visão das pessoas é uma dieta mais saudável. 

Então é comum quando adolescente vem acompanhado dos pais, da mãe ou do pai, os pais falam assim: Doutora, fala para ele, fala para o meu filho que ele tem que comer mais fruta, ele não gosta de salada, ele precisa comer mais salada, ele não gosta e tal. 

Não que os vegetais sejam ruins, eles são muito saudáveis, frutas são saudáveis, mas não são a base da alimentação — ela não pode ser predominantemente de vegetais. 

A gente precisa de alimentos de origem animal também. Carnes, peixes e ovos para ser saudável. 

Mas o foco das pessoas é nos vegetais. Então isso é bem comum. 

Outra coisa comum é o resultado de tantos anos… Eu chamo de lavagem cerebral, porque não tem outro nome para isso. É o medo das gorduras. 

O pavor das gorduras saudáveis, gorduras naturalmente encontradas nos alimentos: gordura do ovo, gordura da carne, gordura do frango. 

Então as pessoas morrem de medo de gordura. Isso vem de décadas, de recomendações nutricionais oficiais e instituições de saúde e de médicos também. Nós médicos também aprendemos assim. 

É incrível que ainda hoje no ano de 2021 ainda com tanta evidência ao contrário ainda se fale que essa gordura entope as artérias e vai te deixar mais doente vai te matar. Isso é bem comum. 

Está muito entranhada na população. Na população de médicos também, dos profissionais de saúde também. Ainda infelizmente está muito entranhado. 

Guilherme – Pois é, isso é uma coisa que a gente observa também no nosso dia a dia, essa lenda que a pessoa pode continuar comendo o que comia sempre, geralmente grãos aos montes, óleos de sementes, óleos vegetais refinados e acrescentar uma fruta aqui ou ali e vai fazer muita diferença, mas na verdade não vai. 

É muito bom pontuar como esses erros da alimentação influenciam não só os desfechos como perda de peso como saúde metabólica, mas até mesmo a nossa própria pele. 

Noemy Ueno – Exatamente. A base tem que ser com alimentos com alta densidade nutricional, com nutrientes. A base é proteína e gordura

Carboidratos o corpo produz na medida do necessário. Então não necessariamente precisa vim da comida. 

Na verdade, a grande maioria das pessoas têm estoque de gordura sobrando, por isso não precisa de grãos, de pãozinho integral, frutas, cinco porções de frutas por dia, a gente precisa de nutrientes e infelizmente é isso que eu vejo. 

As pessoas acham que diminuir o consumo de carne vai fazer bem. Então as pessoas estão comendo cada vez menos carne. Quando deveria ser o contrário as pessoas comem muita pouca carne. 

Carne que eu falo de modo geral: carne vermelha ou carne branca. 

Comer Muita Gordura Piora A Acne?

Guilherme – Sim. Com certeza. Outro dia a gente até recebeu essa pergunta, uma pessoa que começou a fazer uma alimentação mais baixa em carboidratos, mas rica em comida de verdade e principalmente em carnes, peixes e até em frutas mais gordurosas como abacate. 

Perguntou: comecei a fazer isso me sinto bem, mas esse monte de gordura não vai fazer mal para minha acne? 

Então quer dizer existe até esse receio de que a gordura talvez estivesse associada com a pele oleosa ou algo assim. Sendo que é bem na direção contrária dos fatos. 

Noemy Ueno – Exatamente. Por quê? Porque tem todo lugar que você vai ler recomendações oficiais de sociedade médicas você vai ver que gordura saturada vai piorar acne. Não é bem assim. 

A menos que você exagere muito na quantidade, mas não é a gordura dos alimentos que vai produzir acne, não é isso o problema. 

O problema são os outros alimentos como a gente já falou, os alimentos processados, aquela gordura sintética que tem nos produtos processados. 

Essa gordura sim é ruim. Mas não a gordura do abacate, gordura do ovo, gordura do frango. 

Hábitos Saudáveis Da Dra. Noemy

Guilherme – Com certeza, Noemy. Ia fazer uma pergunta aqui se eu não fizesse a gente iria receber um monte de mensagens perguntando “por que vocês não falaram isso?” 

Eu sei que, já fazendo o “disclaimer”, tem que ser algo individualizado e tudo mais. 

Mas as pessoas geralmente perguntam, elas têm essa curiosidade sobre os nossos convidados. 

Então, como é que é sua rotina, o seu cuidado com a pele no dia a dia, tanto em termos de alimentação quanto em termos de produtos? 

Noemy Ueno – Bom, a minha alimentação atualmente a maior parte do tempo é carnívora

Mas às vezes eu faço algumas refeições mais cetogênicas. Então é carne e vegetais. 

Eu como frutas também, eu gosto banana, eu gosto de abacate. 

Então eu como essas frutas mais doces, mas não é em quantidade absurda e não é nem a base da minha alimentação. 

Como eu não preciso emagrecer, então tenho uma certa liberdade. 

De vez em quando eu furo mesmo, eu como doce, de vez em quando eu tomo vinho, de vez em quando eu tomo caipirinha. 

Então tem essas exceções aí. Mas no dia a dia, a rotina mesmo é low-carb, cetogênica ou carnívora

Aí com relação aos meus cuidados é muito simples eu tomo banho só com água.

Eu já não uso mais esses produtos de cosméticos e nem de higiene, porque eu tenho um tipo de alergia chamada dermatite atópica que é um tipo de alergia que eu tenho desde criança. 

Há um certo tempo atrás eu comecei a desenvolver alergia a esses produtos. Então até protetor solar dá alergia. Então eu não uso. 

Não uso protetor, não uso nada. Eu tomo banho com água só, lavo o cabelo só com água. 

Passo hidratante — isso eu preciso passar, senão minha pele fica muito seca. Só. 

Aí eu faço atividade física quase todos os dias, umas quatro, cinco vezes por semana. 

Agora eu estou fazendo um tipo de meditação que chama “Chi Kung” é uma prática meditativa corporal, com movimentos corporais.

É estilo “Taí Chi Chuan” é o “Chi Kung” é chinês. É isso. Atividade física e só. 

Eu saio para passear com o cachorro então eu tomo um pouquinho de sol por dia. É isso. 

Continuo estudando. Agora eu peguei um curso sobre respiração para me aprofundar nesse assunto, porque respiração é uma prática tão simples e tão esquecida e que faz tanta diferença. 

Qualquer pessoa tem acesso, respiração consciente e qualquer pessoa pode usar, pode aprender e usar no dia a dia. 

Isso ajuda muito no controle da ansiedade. Então quem está ansioso, está estressado pode usar essa estratégia. É muito simples. Então é isso que eu estou estudando atualmente. 

Então o dia a dia é isso. Estilo de vida, alimentação, treino, meditação, um pouquinho de sol, só água para tomar banho e lavar a cabeça e hidratante que eu preciso. 

Mídias Sociais E Finalização

Roney – Perfeito, Noemy. Bacana escutar o seu lado o que você faz na prática mesmo. Noemy para quem quiser ter acesso, conhecimento e de seguir nas mídias sociais, ter uma consulta com você ou algum programa seu como as pessoas podem fazer? 

Noemy Ueno – No Instagram @NoemyUeno. Basicamente Instagram. Eu tenho Facebook também, mas eu estou focada mais no Instagram.

Lá tem tudo. Tem os contatos, tem telefone, tem link para marcação de consulta, tem tudo lá. 

Roney – Perfeito, Noemy vamos deixar o link do seu Instagram aqui na entrevista também. 

Então muito obrigado pela sua presença aqui no Podcast, muito obrigado pelo o seu tempo, com certeza ficou um conteúdo muito rico. 

Noemy Ueno – Olha, foi um prazer enorme estar de volta aqui. Pode me chamar sempre que vocês quiserem para falar de algum assunto relacionado a minha área pode me chamar, muito obrigada. 

Roney – Com certeza, assim que a gente acumular um pouquinho de dúvidas dos nossos leitores, o pessoal for escutando os nossos Podcasts, a gente marca uma terceira rodada e vai ser muito legal. 

Então também vou aproveitar para agradecer os Tanquinhos e Tanquinhas que nos escutaram até aqui: muito obrigado por estar sempre com a gente.

Se gosta dos nossos podcasts e quer ter acesso a mais episódios, é só se inscrever no seu player favorito.

Busque por “Senhor Tanquinho”, ou se inscreva direto num dos players abaixo.

iTunes | Google Podcasts | Stitcher | Spotify | YouTube

Tem episódios novos todas às segundas e sextas-feiras. 

A gente se fala num próximo episódio. Um forte abraço.

Guilherme e Roney – Um forte abraço do Senhor Tanquinho. 

Receba atualizações dos comentários
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments