Requeijão Low-Carb: Como Comprar Os Melhores (Mais: Receita Cetogênica Para Fazer O Seu)

Você sabe qual é o rei dos queijos? É o rei-queijão.”

Felizmente, somos muito melhores em fazer receitas low-carb de sucesso do que em fazer piadas.

Sendo que a receita de hoje é um maravilhoso requeijão caseiro low-carb.

Mas não vamos apenas te mostrar como fazer seu próprio requeijão.

Pois, lendo o texto até o final, você vai descobrir exatamente:

  • Como fazer requeijão low-carb e cetogênico em casa (receita fácil),
  • Quais os melhores requeijões para a dieta low-carb,
  • Requeijão na low-carb: como e quanto consumir, e mesmo
  • Como comprar requeijão no mercado sem ser enganado.

Ou seja: este é mais um artigo completo que publicamos aqui no Senhor Tanquinho.

Que vem para somar às centenas de textos que já postamos aqui no site.

E você pode se cadastrar gratuitamente aqui para desbloquear seu acesso a todos os eles.

Assim garantindo acesso a uma grande riqueza de conhecimento em alimentação saudável.

Que pode te ajudar a perder peso com segurança — e levar a sua saúde para o próximo nível.

Basta deixar seu email aqui.

(Você também pode nos seguir no Telegram para receber conteúdos exclusivos.)

Dito isso, vamos ver agora a receita de requeijão low-carb. 

Receita De Requeijão Caseiro Low-Carb Cetogênico

Tempo de preparo: 5 minutos
Tempo de espera: 240 minutos

Quantidade de carboidratos líquidos na receita toda: 15g

Ingredientes (cerca de 350g):

  • 200g de creme de leite
  • 100g de queijo muçarela
  • Sal a gosto (opcional)
  • Temperos a gosto (salsinha, cebolinha, manjericão) [opcional]

Preparo:

  • Colocar os ingredientes em uma panela em fogo baixo;
  • Esperar o queijo derreter e misturá-los bem;
  • Após obter uma mistura homogênea, desligar o fogo e esperar esfriar;
  • Levar a geladeira por cerca de 2 a 3 horas;
  • Servir conforme desejado;
  • Armazenar em geladeira por até 7 dias.

Sugestão de consumo: usar o requeijão para enriquecer ainda mais o sabor incrível de nossas receitas de pão low-carb.

Ou como acompanhamento para este biscoito low-carb crocante.

Ou ainda para rechear o pão de queijo low-carb.

Agora, ele não serve apenas como recheio. Pois também pode ser usado como ingrediente de algumas receitas low-carb com requeijão.

Vamos ver algumas a seguir.

Requeijão Low-Carb — Como E Quanto Consumir

Se você fez a receita de requeijão low-carb, deve estar louco(a) para saber quanto pode comer desta delícia.

E, também, quais as melhores formas de consumir.

Sendo que muita gente gosta de consumir o requeijão low-carb como acompanhamento para um pão de forma ou panini low-carb

Que geralmente é a escolha de café da manhã na dieta baixa em carboidratos.

Ou mesmo café da tarde. Ou lanche.

Mas estas não são as únicas maneiras de comer este delicioso requeijão.

Pois você pode usá-lo para fazer diversas receitas low-carb.

E mesmo para criar incríveis molhos (como este molho branco perfeito para a cetogênica.)

Então, vamos ver algumas opções de receitas low-carb e cetogênicas que usam o requeijão como ingrediente.

Para que você perceba que pode ir muito além do pão low-carb com requeijão.

Receitas com requeijão low-carb como ingrediente

Em todas estas receitas, você pode usar tanto o requeijão normal do mercado, quanto o requeijão low-carb caseiro (que é mais gostoso e vai agregar ainda mais ao sabor da sua receita):

Com tanta comida gostosa, será que deveríamos montar um cardápio low-carb baseado em receitas com requeijão?

Ou será que isso não é ideal?

Requeijão low-carb — quanto posso comer?

Sim, o requeijão caseiro é low-carb.

E sim: ele é delicioso.

No entanto, é importante entender que o requeijão caseiro (e mesmo o requeijão do mercado) não deve ser a base da alimentação low-carb.

Mas ele pode sim ser inserido — sem exagero — num plano de refeições bem estruturado.

Sendo que pode ser que você já consuma requeijão ocasionalmente.

E gostaria de saber se isso pode atrapalhar seu emagrecimento.

E a resposta — como tantas outras em nutrição — é: depende.

Pois seria impossível determinar uma quantidade X de gramas que “pode comer” por dia na low-carb.

(Até porque esse número iria variar de pessoa para pessoa: dependendo de idade, sexo, atividade física, e todo o restante do contexto da alimentação.)

E também não vamos tentar aqui dar algum tipo de fórmula matemática dizendo “se você é mulher, com 30 anos, e come 1500 kcal por dia, sendo 150g de proteína… coma 30g de requeijão.”

Nem nada assim.

Pois, felizmente, a resposta é bem mais simples do que isso.

Uma vez que ela envolve apenas observar se os seus resultados estão caminhando na direção certa.

E ajustar conforme o necessário.

Para isso, recomendamos que você acompanhe métricas como

para saber se está progredindo como gostaria.

Então vale a pena notar o seguinte.

Se você está seguindo a dieta corretamente (sem muitas exceções), tem muito peso a perder, e faz semanas que não vê evolução alguma… 

Talvez um consumo excessivo de derivados do leite (dentre os quais poderíamos incluir o requeijão) seja um possível culpado.

No entanto, vemos muitas pessoas se queixando de que estariam num platô de perda de peso.

Mas que seguem a dieta por 4 dias da semana (de segunda a quinta-feira), e saem da dieta nos outros 3 dias.

Nesses casos, note que muitas vezes não é uma colher de requeijão low-carb por dia que está atrapalhando os resultados.

E sim o monte de pão (de farinha de trigo ou mesmo aveia) em que ela passa o requeijão.

É por isso que é tão importante entender o contexto como um todo da alimentação.

Em vez de buscar culpados isolados.

Ou tentar pesar e calcular a quantidade de carboidratos de tudo.

Relacionado: Aprenda a montar um cardápio low-carb ou cetogênico que funciona — baseado nos alimentos que você mais gosta.

De toda forma, reduzir o consumo de requeijão pode ser sim uma alternativa interessante para retomar o emagrecimento se você estiver realmente em um platô.

Resumindo: A base da sua alimentação deve ser de carnes, ovos, peixes, e legumes.

Por isso, você pode fazer um paralelo entre este requeijão e o chocolate 85% cacau, ou mesmo as oleaginosas.

Pois todos eles são comidas deliciosas, e alimentos permitidos na low-carb.

Todavia, nenhum deles deve compor a base do seu menu low-carb.

Sendo, em vez disso, adições bem-vindas para inserir sabor e quebrar a monotonia que pode surgir se você comer apenas carne com salada.

Requeijão Low-Carb — Como Escolher No Mercado

Claro que fazer suas próprias receitas em casa, de forma artesanal, tem um charme a mais do que comprar tudo pronto.

Pode resultar em alimentos ainda mais saborosos.

E em pratos em que você tem total controle sobre a procedência dos ingredientes utilizados e a qualidade do produto final.

Mas nós sabemos que é muito difícil conseguirmos produzir em casa todos os nossos alimentos.

(Assim como é difícil comprar tudo de produtores artesanais que conhecemos pessoalmente.)

Claro, podemos fazer leite de coco, farinhas low-carb, ou mesmo caldo de ossos em casa… mas quem aqui vai curar o próprio presunto?

Para nossa sorte, a verdade é que é possível encontrar nos mercados ótimas opções mesmo de grandes produtores.

Isso inclui produtos como iogurtes, frios, embutidos, queijos… e também requeijões.

Porém, sempre que formos escolher produtos que contenham embalagens e rótulos, devemos ler e analisar atentamente os seus rótulos.

Pois, conforme destaca o nutricionista Felipe Caggiano:

Não tem jeito de você querer inserir alimentos no seu dia a dia sem olhar seus rótulos. E algumas pessoas até falam “agora eu virei a louca dos rótulos”. Mas na verdade eu penso que louco é quem come os produtos sem olhar o que tem neles.”

Então, para saber quais são os melhores requeijões para a low-carb, nós vamos sempre olhar seus ingredientes e suas informações nutricionais.

Na imagem acima, podemos ver alguns exemplares de requeijões mais “limpos” e pobres em carboidratos.

Ou seja: estas são marcas de requeijões permitidos na low-carb.

Sendo que vamos preferir aqueles exemplares que não contenham tantos “ingredientes estranhos”.

E nem apresentem muito carboidratos entre seus nutrientes.

(Até porque comer carboidratos escondidos é um dos maiores erros dos iniciantes na low-carb.)

Como o requeijão é um subproduto do leite, é natural encontrarmos leite (ou creme de leite) dentre seus ingredientes.

Mas note que não é nada natural encontrarmos óleo de soja, proteína de soja, ou amido como constituintes de um requeijão.

Cuidado com o “cremoso” — ”o requeijão falso”

Na imagem acima, vemos alguns exemplares do tal do “cremoso”.

O “cremoso” tem embalagem no formato da embalagem de requeijão, cor de requeijão, consistência de requeijão…

Mas não é requeijão.

Por isso, cuidado com as marcas que vê por aí.

Porque elas tendem a criar rótulos tão bonitos e chamativos.

A ponto de você nem notar que, na embalagem, consta apenas a palavra “cremoso” — em vez de “requeijão cremoso”.

Isto é: a palavra requeijão nem está no rótulo.

Pois a legislação brasileira estabelece de maneira bem clara:

  • quais os ingredientes que podem estar presentes num requeijão (conservantes, condimentos, leite em pó, caseína) e
  • quais os ingredientes que devem ser usados em sua confecção (leite ou leite reconstituído).

(Se quiser se aprofundar, você pode ler em mais detalhes a portaria 359 de 1997.)

Ou seja: um produto em que conste a palavra “requeijão” no rótulo não pode receber aditivos estranhos como gorduras vegetais, amido, e outras substâncias comestíveis — porém nada desejáveis para quem quer fazer uma dieta low-carb com comida de verdade, pouco processada.

(Seguindo a filosofia paleo — ou, mais precisamente, Primal).

Resumindo: Passe longe de produtos estranhos que não contenham a palavra “requeijão” no mercado (como o terrível “cremoso”).

Requeijão português: Não é o que você está pensando

Mas, se você está em Portugal, a definição de requeijão é um pouco diferente daquela do Brasil.

Pois, em Portugal, o nome “requeijão” é dado a um tipo de queijo mais semelhante ao que conhecemos no Brasil por ricota — é um queijo sólido e esfarelento.

Porém ele tem um sabor forte característico, mais salgado que a versão que estamos acostumados no Brasil.

O Guilherme, que mora lá (e mostra sua lista de compras no vídeo acima), adora queijos de cabra e de ovelha… mas confessa que o requeijão português não chamou sua atenção.

Ele prefere continuar comendo os maravilhosos queijos portugueses no lugar do requeijão.

O requeijão português pode ser feito a partir do leite de ovelha, cabra, ou vaca — o que pode conferir inclusive um sabor mais acentuado.

Ainda vale salientar que este produto Português é de cor branca a branca-amarelada, sendo normalmente vendido em recipientes de plástico especialmente concebidos a ele.

Resumindo: Para escolher um bom requeijão, você deve ficar atento ao rótulo: se ele nem mesmo contiver a palavra “requeijão”, já é um sinal claro para evitar. 

Ademais, nós pessoalmente tendemos a preferir a menor quantidade de conservantes e estabilizantes possível.

Receita De Requeijão Caseiro — Conclusão E Palavras Finais

Hoje você viu como fazer requeijão caseiro pode ser fácil e rápido.

Sendo que, ao seguir este processo, você obterá um alimento muito versátil.

Pois ele serve tanto como base para molhos e outras delícias…

Quanto como ingrediente para outras receitas.

Além de ser delicioso quanto passado num pão quentinho — e começar bem o dia com um rico café da manhã.

E também te ensinamos como comprar os melhores requeijões para a low-carb ou cetogênica no mercado.

Caso você prefira comprar requeijão em vez de fazer o seu.

Porque nossa ideia aqui é mostrar a você as inúmeras possibilidades que você tem para comer comida gostosa e emagrecer.

Sem ter que contar calorias, passar fome, ou comer comida sem graça.

Pois a verdade é que, numa dieta low-carb bem feita, existem centenas de receitas que você pode consumir sem medo — e continuar melhorando a saúde e emagrecendo.

E o fato de você poder comer receitas deliciosas, sem passar fome, pode ser bastante chocante para quem está iniciando uma dieta baixa em carboidratos.

Porque as chances são que essas pessoas já tentaram outras dietas antes.

Dietas de fome. De restrição.

De contar calorias.

E comer comida sem graça.

Felizmente, esse tempo ficou para trás.

Porque, ao seguir uma estratégia correta de dieta baixa em carboidratos, você consegue emagrecer definitivamente.

Mesmo que você goste de comer comida gostosa, não queira passar fome, e nem contar calorias.

Se você se identificou com a frase acima, saiba que é possível degustar boas receitas enquanto perde peso de maneira rápida e sustentável.

Por isso, nós acreditamos que você pode ter interesse no nosso livro físico de receitas 120 Receitas Low-Carb De Sucesso.

É um livro “de verdade” (não é um eBook), que é o resultado da nossa seleção pessoal das 120 melhores receitas low-carb que já fizemos ao longo destes últimos mais de 6 anos de trabalho e vivência no estilo de vida low-carb.

Selecionamos apenas as melhores receitas low-carb (dentre as centenas que já fizemos), e organizamos neste lindo livro físico, ricamente ilustrado.

E saiba também que este livro vai até você.

Pois, ao garantir o seu livro, enviamos gratuitamente (sem nenhum custo de frete) para a sua casa, escritório, ou onde você desejar.

Sendo assim, o livro físico é uma opção perfeita para você:

  • que prefere ter em mãos as suas receitas (sem depender do celular, ou tablet, ou computador), 
  • que gosta de ver as fotos das receitas, e quer opções culinárias práticas e descomplicadas, e mesmo
  • que quer dar um belo presente para alguém especial — pois você tem o poder de influenciar positivamente a alimentação das pessoas queridas ao seu redor.

Veja os detalhes da promoção do livro físico aqui.

E queremos te ajudar a tomar essa decisão da maneira mais tranquila possível.

Por isso, no exato momento em que você lê estas palavras, estamos oferecendo uma promoção em que você recebe, gratuitamente:

  • versão digital do livro (para poder começar a usar antes mesmo de ele chegar em casa),
  • diversos bônus (planilha de emagrecimento, tabelas de quantidade de carboidratos, lista de alimentos permitidos, lista de compras, e muito mais), e
  • frete grátis para qualquer lugar do Brasil.

>>> Clique aqui para saber mais sobre este projeto e aproveitar a promoção enquanto ela está no ar

Esperamos que goste do livro físico.

Porque nós o fizemos com muito carinho — e temos a certeza de que as receitas deste poderoso livro podem te ajudar a seguir essa caminhada rumo a uma vida mais saudável e equilibrada com mais leveza e sabor.

Elas já ajudaram milhares de pessoas a atingir a melhorar a saúde e atingir uma boa forma. E agora podem te ajudar também.

Basta garantir seu livro clicando aqui.

Estamos juntos nessa jornada!

Forte abraço,
— Guilherme e Roney, do Senhor Tanquinho.

Receba atualizações dos comentários
Notifique-me de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments